O efeito do horário das refeições na saúde

O efeito do horário das refeições na saúde

De acordo com pesquisas recentes mudar o horário da alimentação pode desencadear uma série de benefícios para a saúde. Segundo a pesquisadora responsável pelo estudo, o segredo é jantar mais cedo, tomar café da manhã mais tarde. Isso pode ajudar a melhorar a qualidade do sono, a perder peso, a reduzir a pressão arterial e o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Evidências

Conhecida como alimentação com restrição de tempo, a nova área de pesquisa apenas altera o quando — e não o que você come — começou com experimentos em ratos, mas nos últimos anos houve um número crescente de ensaios clínicos em humanos que mostraram como estender o jejum noturno (com uma duração de 12 a 14 horas) pode gerar resultados surpreendentes.

“Há observações na perda de peso, algo entre 3% a 5% de perda de peso. E muitos estudos revelaram melhorias na regulação da glicose, indicando que você está diminuindo o risco de desenvolver diabetes”, diz a cronobióloga e pesquisadora clínica Emily Manoogian, que chefia ensaios clínicos sobre o tema no Salk Institute, na Califórnia, nos EUA.

“E pressão alta e glicose alta são os dois fatores principais que vão levar ao desenvolvimento de doenças cardiometabólicas mais graves. Então, se formos capazes de reduzi-las, assim como reduzir a obesidade, pode ajudar muito na prevenção e no tratamento de doenças”, explica.

Além disso, outro estudo da Universidade de Surrey, no Reino Unido, descobriu que pedir a voluntários para tomar o café da manhã mais tarde e jantar mais cedo levou a melhorias positivas nos níveis de açúcar e colesterol no sangue após apenas dez semanas.

Dicas da especialista

Contudo, para algumas pessoas, a mudança de hábito pode não ser tão simples. De acordo com a pesquisadora o mais importante é escolher uma janela de consumo de alimentos que você seja capaz de cumprir dentro da sua rotina, para ajudar a manter seu ritmo circadiano em ordem.

  • Ao acordar,recomenda-se esperar pelo menos de uma a duas horas antes de tomar o café da manhã
  • Se possível tente ingerir a maior parte das calorias na primeira metade do dia.
  • Consumo de alimentos termine pelo menos de três a quatro horas antes de você ir dormir.
  • Garantir oito horas de sono por noite também ajudará a reforçar os efeitos positivos da prática; bem como cortar os lanches noturnos.

A alimentação com restrição de tempo pode fazer maravilhas para algumas pessoas; contudo, não será adequada para todos. É indispensável verificar com o médico caso você esteja tomando medicamentos, ou tenha alguma dúvida, antes de iniciar.

De acordo com Zildo Correia, Acupunturista “quando falamos em termos de cronobiologia, regularidade também é importante. Quando nós temos horários mais ou menos definidos para fazermos as refeições a nossa fisiologia/ hormônio/ corpo fica preparado para receber os alimentos naquele horário. Isso facilita o processo. Quando nós alternamos muito os horário, o corpo não tem chance de se preparar. A liberação de substâncias relacionadas com a digestão fica “desregulada” também. Então, variar constantemente em termos de horário de alimentação também não é bom. Um aspecto que é importante a considerar sempre com relação a essas questões de cronobiologia que estamos falando são os fatores individuais e culturais.

Fonte: BBC Internacional (Trechos traduzidos do inglês)

 

 

Campanha Solidariedade é Amor #SOSBAHIA 

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.