Estudo prega atividade física para asmáticos

Estudo prega atividade física para asmáticos

asma3Estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) desautoriza antiga teoria de médicos que orientavam seus pacientes com asma a evitar exercícios físicos para reduzir as chances do broncoespasmo, o conhecido fechamento das vias aéreas que gera dificuldades de respirar . Pelo contrário, os sintomas da asma diminuem em até 70% quando o paciente pratica exercícios aeróbicos.

O estudo que durou três meses testou a reação de 58 pacientes asmáticos, divididos entre os que se exercitavam por 35 minutos em esteira, duas vezes por semana, e um grupo que não fazia atividade física. “Avaliamos a hiperresponsividade brônquica, que é quando o asmático tem as vias aéreas irritadas pelo ácaro, pó, poeira”, explicou o fisioterapeuta e professor da USP, Celso Carvalho, que coordenou a pesquisa.

Alérgenos

Os cientistas observaram que era necessária uma quantidade maior de alérgenos (pó, poeira, ácaro) para fazer a via aérea fechar daqueles que se movimentavam fechar. A conclusão do estudo foi que a inflamação diminuiu significativamente entre aqueles que praticaram exercícios. “Isso sugere de maneira bem importante que o exercício é anti-inflamatório e melhora a qualidade de vida do paciente”, ressaltou Carvalho.

“Pode dançar, caminhar na praia, andar de bicicleta, o que mais agradar à pessoa”, destacou .

A prática de atividades físicas também reduziu pela metade a ida ao pronto-socorro, que costuma ocorrer durante crises de asma, mesmo em pacientes que usam medicação adequadamente.
De acordo com Carvalho, todos os participantes do estudo tomavam remédio para asma, uma condição que também deve ser observada pelos asmáticos interessados em iniciar a prática de exercícios.

Fonte: USP
A.V.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *