"Papo seguro"-Nutrição na pandemia - Entrevista

"Papo seguro"-Nutrição na pandemia - Entrevista

Em um período que muita gente dispõe apenas do auxílio emergencial para sobreviver, onde há muita insegurança e incertezas em relação a condição financeira da população, saber o que levar para a mesa e garantir uma boa nutrição, se tornou fundamental. Outra questão importante nesse momento é a valorização da economia local, o comércio de bairro que mantém a saúde financeira da comunidade.  Esta edição da coluna  “Papo Seguro”, que conta com a contribuição de Professores da Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia, ajuda você fazer escolhas de forma assertiva. Aproveite as dicas e boa saúde!

Na hora de fazer o mercado, o que seria uma boa escolha?

Sabemos que esse momento de pandemia tem afetado as nossas vidas de diversas formas, especialmente no aspecto financeiro, e por essa razão, as pessoas vem reduzindo cada vez mais os itens da compra dos alimentos. É sobre isso que vamos falar para vocês hoje. Como comprar alimentos básicos que fazem parte do hábito alimentar da população brasileira e que ao mesmo tempo sejam de boa qualidade nutricional e de baixo custo? Quando for ao supermercado escolha alimentos básicos, mas que contribuirão com sua saúde, por exemplo o feijão e o arroz. A combinação desses dois alimentos na mesma refeição é perfeita, pois o nutriente que falta em um tem no outro, ou seja, eles se complementam.

–  As frutas são alimentos essenciais em uma alimentação saudável, elas contém vitaminas e minerais importantes para fortalecer nosso sistema imunológico e prevenir doenças, principalmente as infecciosas. Para consumir frutas nutritivas e mais baratas, é necessário que escolha aquelas que são cultivadas na nossa região e que estão na safra, ou seja, na época da sua colheita. Exemplos: melancia, jaca, tangerina, manga e outras como limão, laranja, banana disponíveis o ano inteiro.

As verduras/legumes também SÃO ALIMENTOS IMPORTANTES PARA compor a alimentação DO SEU dia a dia, pois, assim como as frutas, contém nutrientes excelentes para fortalecer nosso corpo. Exemplos de legumes e verduras mais acessíveis:  chuchu, cenoura, batata, abóbora, quiabo, couve, alface. Existem algumas folhas comestíveis e nutritivas que geralmente são cultivadas facilmente, e muitas vezes não são valorizadas ou conhecidas por não fazerem parte do hábito alimentar da maioria das pessoas. Podemos citar aqui como exemplo, a língua de vaca ou bredo. Ela é fonte de fibras, vitaminas como ácido fólico e minerais como o cálcio, ferro, zinco, dentre outros. Pode ser consumida refogada, ou cozida no feijão, ou em molho de macarrão, ou no arroz.

– Outros exemplos de alimentos que também são nutritivos e de baixo custo são o aipim, a batata doce, o cará também chamado de inhaminho, o ovo e o milho (estamos na época dele), bem como os derivados do milho como o flocão e a farinha de milho utilizados para fazer cuscuz, mingau ou polenta.

Na hora da escolha, valorize o comércio local.

Os pequenos varejistas ou comércio local é feito pelos pequenos comerciantes menores e que estão no próprio bairro. Comprar nesse tipo de comércio favorece a todos, sobretudo a quem depende dele para a própria  sobrevivência. As micro e pequenas empresas são responsáveis por mais da metade dos empregos com carteira assinada no Brasil. Muitos desses pequenos comerciantes fazem entregas em domicilio  sem nenhum custo.  Valorizar o comércio local significa manter a economia do bairro funcionando. Com isso, a comunidade se fortalece, pois são eles que geram emprego e renda para a comunidade. Fortalecer o Movimento dos Pequenos Agricultores também é outra atitude positiva para esse momento. A plataforma Raízes do Brasil informa onde comprar alimentos agroecológicos direto das famílias camponesas.

O Quadro “Papo seguro” é  exibido toda segunda-feira no Programa Excelsior Saúde veiculado pela Rádio Excelsior AM, com apresentação de Patricia Tosta. A coluna referente ao tema é atualizada também aqui no Portal semanalmente.

O assunto foi tema da entrevista de hoje  (29.06). Patricia Tosta, conversou com a Nutricionista e Profa. da ENUFBa, Adriana Mello. Ouça na íntegra:

Sobre a ENUFBA

A Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia (ENUFBA) foi criada em 28 de maio de 1956, sendo o primeiro curso de bacharelado em Nutrição da região nordeste do país e o quarto do Brasil. Em 2009, foi criado o bacharelado em Gastronomia. A ENUFBA mantém desde a sua criação a missão de formar profissionais tecnicamente qualificados, capazes de refletir criticamente sobre as necessidades da sociedade brasileira e atuar profissionalmente de modo orientado pela ética e compromisso social da profissão. A ENUFBa tem como destaque o desenvolvimento de atividades interdisciplinares integrando ensino, pesquisa e extensão.Professores da ENUFBa, estarão toda segunda no quadro “Papo seguro”, dialogando sobre alimentação e nutrição diante da Covid-19.

O  Excelsior Saúde é exibido de segunda à sexta-feira, das 9 às 10h, com transmissão pelas Rádios Excelsior AM 840 e Saúde no ar (web). Acompanhe pelo site: https://redeexcelsior.com.br ou pelo aplicativo Rádio Saúde no Ar. Participação pelo telefone 3328-7666 e whats app (71) 9-9681-3998. Acompanhe também os conteúdos no portal: https://www.portalsaudenoar.com.br/.

Veja também:

“Papo Seguro” –PODCAST 1

“Papo Seguro” -PODCAST 2

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *