Papo Seguro: Amamentação e Covid: Tenho covid-19 posso amamentar?

Papo Seguro: Amamentação e Covid: Tenho covid-19 posso amamentar?

Mantendo a parceria de cooperação técnica entre  a Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia, Programa Excelsior Saúde e o Portal Saúde no ar, apresentamos mais uma edição do Quadro/Coluna: Papo Seguro: diálogos sobre alimentação e nutrição em tempos de pandemia. Uma forma de interação de maneira mais próxima e imediata com a população em geral, buscando fornecer informações seguras e orientações nutricionais em tempos  do Novo Coronavírus.Professores da Escola de Nutrição da UFBA contribuem semanalmente com conteúdos inéditos, apresentando  temas sobre alimentação e nutrição durante a pandemia da Covid-19.

Nesta sexta edição da série, a professora Jerusa Santana e Nedja Santos, fala sobre: Amamentação e Covid: Tenho covid-19 posso amamentar? Confira!

Texto na integra e podcast do tema.

Olá pessoal, eu sou Jerusa Santana, nutricionista e professora da Escola de Nutrição da UFBA.  Hoje nosso Papo Seguro será sobre Amamentação e COVID-19”. Como vocês sabem, o Papo Seguro é nossa conversa semanal sobre alimentação e nutrição em tempos de pandemia.

Será que a mãe que está com COVID-19 pode amamentar? Vem comigo, vamos falar sobre isso agora! Ah, e se você acha que por não ser mulher ou não estar amamentando esse papo não é contigo? Então você se enganou, porque aleitamento materno é assunto pra família toda. Fique ligado, e apoie uma mulher que está amamentando que precisa de ajuda.

 

Estamos no “Agosto Dourado”, mês dedicado ao incentivo ao aleitamento materno. Chamamos de dourado porque o leite materno é considerado alimento de ouro para a saúde dos bebês e para saúde materna! Pois é…. Ouro! E você sabe por que? Por que o leite materno é um alimento que contém todos nutrientes importantes para crescimento e desenvolvimento do bebê e por isso ele sozinho até o sexto mês de vida  oferece todos os nutrientes que a criança  precisa e a partir do sexto mês até dois anos de vida ou mais, o leite materno deve ser oferecido juntamente com outros  alimentos do dia a dia da família como o arroz, feijão, carne, ovo, frango, peixe, frutas e hortaliças.

Além da nutrição, a amamentação aumenta os laços de afeto entre mãe e filho, “é de graça” rápido, prático, deixa o corpo da criança mais forte para combater as doenças e ainda evita doenças na vida adulta como obesidade, diabetes e hipertensão doenças do coração. Mas se a mãe tiver uma doença como a COVID-19 será que pode amamentar? A resposta é sim! Como falamos anteriormente, os benefícios do aleitamento materno são maiores do que o risco de contaminação da covid-19 de mãe para filho e além disso, até o momento ainda não há comprovação de contaminação da criança por meio do leite materno, mas a mãe que amamenta precisa tomar alguns cuidados de higiene para amamentar com segurança.

São eles: lavar as mãos com água e sabão antes e após contato com o bebê, utilizar máscara cobrindo adequadamente a boca e o nariz, evitar falar e tossir durante a amamentação e pedir que outra pessoa realize os cuidados com o bebê (troca de fralda, banho, sono). Viu você que toda família pode ajudar na amamentação?

Então, é isso pessoal, o leite materno é um alimento sagrado e natural, não existe leite materno fraco, acredite! o leite que a mulher produz é suficiente para criança e quanto mais a mãe amamenta mais leite é produzido. Amamentar é um ato de amor!Ah, não esqueça de tomar bastante água durante o dia. Mas, esse é tema para outro papo! Não deixe de nos acompanhar nesse canal; um abraço e até o próximo papo seguro.

Acompanhe semanalmente a coluna”Papo Seguro” aqui no Portal com publicações inéditas a cada segunda-feira.

Confira o  Podcast desta semana:

Por: Jerusa Santana e Nedja Santos

nutricionista e mestranda pela Universidade Federal da Bahia. Professora Associada da Escola de Nutrição da UFBA

Colaboração: Adriana Melo, Nedja Santos, Valterlinda Queiroz, Lílian Lessa, Valeria Camilo

Podcast 6:  Amamentação e Covid? Tenho covid, posso amamentar?

 

Ouça:

O  Excelsior Saúde é exibido de segunda à sexta-feira, das 9 às 10h, com transmissão pelas Rádios Excelsior AM 840 e Saúde no ar (web). Acompanhe pelo site: https://redeexcelsior.com.br ou pelo aplicativo Rádio Saúde no Ar. Participação pelo telefone 3328-7666 e whats app (71) 9-9681-3998. Acompanhe também os conteúdos no portal: https://www.portalsaudenoar.com.br/.

Confira também:

“Papo Seguro” –PODCAST 1 – Alimentos saudáveis, nutritivos e de baixo custo 

“Papo Seguro” -PODCAST 2 – Valorizando o comércio local

“Papo Seguro” -PODCAST 3 – Aproveitamento integral dos alimentos

“Papo Seguro” –PODCAS 4 – Alimentos e imunidade

“Papo Seguro” –PODCAS 5 – Entrega em domicílio 

Entrevista 1 – Nutrição em tempos de pandemia

Entrevista 2 – Nutrição e imunidade 

Sobre a ENUFBA

A Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia (ENUFBA) foi criada em 28 de maio de 1956, sendo o primeiro curso de bacharelado em Nutrição da região nordeste do país e o quarto do Brasil. Em 2009, foi criado o bacharelado em Gastronomia. A ENUFBA mantém desde a sua criação a missão de formar profissionais tecnicamente qualificados, capazes de refletir criticamente sobre as necessidades da sociedade brasileira e atuar profissionalmente de modo orientado pela ética e compromisso social da profissão. A ENUFBa tem como destaque o desenvolvimento de atividades interdisciplinares integrando ensino, pesquisa e extensão.Professores da ENUFBa, estarão toda segunda no quadro “Papo seguro”, dialogando sobre alimentação e nutrição diante da Covid-19.

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *