Vacina da chikungunya gera resposta imune em 96% dos voluntários

Vacina da chikungunya gera resposta imune em 96% dos voluntários

O Instituto Butantan divulgou os resultados do ensaio clínico de fase 3 da vacina de dose única contra a chikungunya; o imunizante conta com produção em parceria com a farmacêutica franco-austríaca Valneva.

De acordo com os resultados, a vacina possui alta capacidade de indução da resposta imunológica e segurança. A analise conduzida nos Estados Unidos; contou com a participação de 4.115 voluntários com mais de 18 anos, o estudo apontou que a capacidade de gerar resposta imunológica, chamada de imunogenicidade, alcançada após a vacinação, permaneceu por ao menos seis meses. 96,3% dos indivíduos mantiveram a produção de anticorpos durante o período.

Além disso, o Butantan ressalta que a duração da imunidade deverá ser monitorada periodicamente com testes sorológicos durante pelo menos cinco anos.

No Brasil, os ensaios clínicos avaliam o uso do imunizante em uma região endêmica. O estudo vai durar 15 meses e terá 750 voluntários, todos adolescentes de 12 a 17 anos.

Os testes do Butantan começaram no final de janeiro em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo; bem como centros de pesquisa da capital paulista, de Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Aracaju e Campo Grande.

 

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.