Internacional: Venezuela torna obrigatória dose de reforço a cada quatro meses

Internacional: Venezuela torna obrigatória dose de reforço a cada quatro meses

Em anuncio, o presidente Nicolás Maduro informou que os venezuelanos terão de receber; a cada quatro meses, uma dose de vacinação de reforço contra o novo coronavírus.

“A partir de agora e até novo aviso, até que se descubram medicamentos que curem o novo coronavírus como mais uma gripe; ou até que chegue o momento em que se produza uma vacina que dê ao corpo imunidade por muito tempo, vamos ter de aplicar a dose de reforço de quatro em quatro meses”, disse.

Assim, durante pronunciamento em televisão estatal, Maduro apresentou balanço dos dois anos de aplicação da quarentena preventiva da doença.

“Toda a população deve submeter-se à vacinação de reforço para que possamos continuar; a controlar o novo coronavírus e continuar com as nossas atividades sociais, econômicas, etc”,  disse o governante.

De acordo com o presidente, o país “avança na vacinação de 100% da população com mais de 18 anos” e que a taxa de imunização entre a população de 2 a 17 anos é de 60%.

Além disso, segundo ele a Venezuela é o primeiro país do mundo que decidiu cientificamente aplicar a vacinação de reforço; quatro meses após a segunda dose da vacina principal.

“Em 2021, aplicamos as doses principais da vacina, agora é a vez do reforço”.

 

 

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.