Urticária Crônica Espontânea - UCE

Urticária Crônica Espontânea - UCE

imageA urticária crônica espontânea é um tipo imprevisível de urticária e cujos sintomas duram por seis semanas ou mais. Ela não é contagiosa, mas provoca intenso desconforto para quem convive com a doença.  

A urticária crônica afeta até 1% da população mundial, sendo a maior parte dos casos (aproximadamente 66,6%) do tipo espontânea (não causada por agentes desencadeantes como alimentos, perfumes, produtos de limpeza, cosméticos ou medicamentos).

Ao se verem com os sintomas da doença, sem saber do que se trata, as pessoas passam anos buscando sua causa e levam até 5 anos para chegarem a um diagnóstico correto , em razão disso, 67% dos pacientes desistiram de procurar um médico.

Cerca de 91 % da população a desconhece. Uma pesquisa recente, e inédita, entre os dias 1 e 16 de fevereiro de 2018, encomendada pela Novartis e realizada pela Ipsos,  entrevistou 1.200 pessoas em 72 municípios de todo o Brasil.

A pesquisa foi aplicada em todas as regiões do País e apontou a região Nordeste como a mais afetada pelo desconhecimento da doença. O Sudeste é a região com maior conhecimento, mas ainda assim, conhecida por apenas 13% dos entrevistados. Na sequência, aparece a região Norte com 11%, Centro-Oeste com 10%, Sul com 7% e Nordeste com 3%.

Skin-care-Plano-TX-1024x683
Os jovens é o que menos sabe sobre a doença, embora, sejam mais propenso à patologia, a faixa etária mais atingida é dos 16 aos 34 anos. E as mulheres têm duas vezes mais chances do que os homens de manifestarem a UCE. Também são as que mais propagam erroneamente as causas da doença, elas associam a stress/emocional.

Remédios-homeopáticos-corretos-para-tratar-crises-de-eczema-e-urticária-300x225

Sintomas:

Os principais sintomas são coceira intensa, lesões na pele e inchaços repentinos, e as principais consequências da UCE são: interferência no trabalho e nos estudos, privação de sono, isolamento social e prejuízo das relações conjugais e familiares.

A privação de sono, associada à imprevisibilidade das crises leva a um estado mental sobrecarregado, de modo que o paciente com UCE tenha risco aumentado para transtornos de ansiedade.

Tratamento:

A UCE tem tratamento. O objetivo do tratamento é o controle completo dos sintomas. Com o tratamento correto, 92% dos pacientes podem obter o controle completo dos sintomas da UCE, vivendo com uma qualidade de vida equivalente à de uma pessoa sem a doença.

O objetivo principal é receber um diagnóstico adequado e, então, poder começar o tratamento correto.  O tratamento inicial é feito com os anti-histamínicos não sedantes, que agem diretamente bloqueando a ação da histamina.

Salvador:

A cidade conta com o  Ambulatório de Urticária no Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos- HUPES, com a  coordenação do alergologista , Regis de Albuquerque Campos.

Para ser atendido o usuário deve vir encaminhado pelo serviço básico de atenção à saúde.

Localização: Ambulatório Magalhães Neto – 2º andar, setor A
Telefone: (71) 3283.8383
E-mail: auchupes@gmail.com
Dia e horário de funcionamento: sexta-feira das 7h às 12h.

 

WhatsApp Image 2018-04-11 at 12.10.30Esse tema foi abordado no programa Saúde no Ar, desta quarta-feira (11), com o  alergologista e coordenador do  ambulatório de Urticária – HUPES , Regis de Albuquerque Campos.

 

 

 

 Ouça a entrevista na íntegra:

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *