Rapadura pode combater a anemia  

Rapadura pode combater a anemia  

Considerado um produto integral e energético, a rapadura, é rica em vitaminas como A, B, C, D e E – essenciais para complementação da alimentação diária –  a rapadura, dispõe também de sais minerais como ferro, cálcio, fósforo, potássio e magnésio – eficazes na prevenção de doenças.

Apesar da mesma utilização do açúcar, é um alimento também permitido aos recém-nascidos, entretanto, ajuda a evitar a formação de gazes e previne a prisão de ventre – por apresentar ação laxante.

A fonte de ferro encontrado na rapadura, previne a anemia, além de manter estável o nível de hemoglobina – considerado primordial no transporte de oxigênio para as células. O ferro também fortalece o sistema imunológico de crianças e adultos prevenindo enfermidades do sistema respiratório e trato urinário. Já o magnésio fortalece o sistema nervoso infantil.

Indispensável para uma boa atividade celular, o potássio, mantém o equilíbrio ácido-base e combate a acidez excessiva. No entanto, o encontrado na rapadura contribui para a boa formação dentária – prevenindo cárie na infância –  além de ajudar manter os ossos mais fortes – evitando enfermidades articulares, como osteoporose que se apresenta na fase adulta.

A rapadura pode ser utilizada para substituir o açúcar refinado, tanto na culinária quanto no uso de sucos, chás, dentre outros alimentos. Por ser considerado um produto natural sua utilização é imensamente mais saudável que o uso de açucares refinados.

Para tratar a anemia é necessário aumentar a quantidade de hemoglobina na corrente sanguínea, que é um componente do sangue que carrega oxigênio. Para isso, é importante aumentar o consumo de alimentos ricos em ferro e ácido fólico, pois eles ajudam o corpo a produzir mais hemoglobina e glóbulos vermelhos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo de mascavo esteja limitado em até 10% calorias diárias, ou seja, se um adulto consome 2500 calorias diárias, não pode ultrapassar 250 calorias ao dia

Para substituir o açúcar pelo mascavo não se deve levar em consideração o valor calórico (tanto para diabéticos como para quem está de dieta para emagrecer), mas por seu maior valor nutricional e por não ter sido quimicamente refinado como acontece na fabricação do açúcar.

A rapadura é famosa pelo seu alto valor calórico, sendo rica também em vitaminas, minerais e proteínas. O produto foi inserido na merenda escolar em alguns estados do Nordeste, como Ceará, Paraíba e Pernambuco.

Segundo o Embrapa, as diferenças entre a rapadura e seu principal concorrente, o açúcar, estão ligados às dificuldades de se dosar e dissolver a rapadura. O preço também é um fator importante, porém, o processo de fabricação de rapadura é praticamente todo artesanal, tendo, assim, um custo de produção mais elevado do que o açúcar.

Veja abaixo, a tabela comparativa entre o açúcar e a rapadura. ( Fonte: EMBRAPA)

 

 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *