Famosos que morreram de Coronavírus

Famosos que morreram de Coronavírus

Famosos do Brasil e do mundo que faleceram de coronavírus:

 

Li Wenliang, o médico que tentou alertar o público chinês sobre a epidemia de coronavírus e foi silenciado pelas autoridades chinesas. Para tentar conter a revolta, o governo chinês censurou muitas das postagens sobre o tema.

O falecimento de Li foi confirmado pelo Hospital Central de Wuhan no dia 6/02, onde estava internado por coronavírus.

Um dos textos censurados pelo governo dizia: “Eu amo meu país profundamente, mas não gosto do seu sistema atual e do estilo de governo. Cobriu meus olhos, meus ouvidos e minha boca”, reportou o NYT.
“Wuhan realmente deve desculpas a Li Wenliang”, escreveu Hu Xijin, editor do tablóide Global Times,

Daniel Azulay, 72 anos

O desenhista que marcou gerações

Popular entre os anos 1970 e 1990 por programas infantis na TV, o artista plástico Daniel Azulay criou a “Turma do Lambe-Lambe”, inicialmente como tirinha do jornal “Correio da Manhã”. Seu programa foi exibido por mais de 15 anos na TVE e na Rede Bandeirantes, marcando gerações com o bordão “Algodão doce para você”. O carioca de 72 anos fazia tratamento contra a leucemia e deixou a mulher Beth, a filha Paloma e o neto Baruck.

Naomi Munakata, 64 anos

Maestrina estudava música desde os 4

A Covid-19 levou outro nome importante da música brasileira, a regente do Coral Paulistano do Theatro Municipal de São Paulo, Naomi Munakata. Sua ligação com a música nasceu na infância, quando participava do coral regido pelo pai. Aos 4 já estudava piano. Durante a carreira, passou também pelo Coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. A morte de Naomi Munakata teve repercussão internacional.

Martinho Lutero, 66 anos

Cinquenta anos de amor à música clássica

Martinho Lutero nasceu no interior de Minas Gerais, filho de um pastor que o batizou com o nome de um dos líderes do protestantismo. Durante seus 66 anos de vida, o músico, que não era religioso, se dedicou à promoção e difusão da música clássica para todas as classes e em diversos países do mundo. Após retornar da Itália, o que parecia ser uma gripe se agravou. A Covid-19 evoluiu para pneumonia e o maestro não resistiu.

Maurício Suzuki, 26 anos

Maratonista e fora dos grupos de risco

Formado em Direito, fã de maratonas e outros esportes, o advogado Maurício Suzuki, de 26 anos, foi uma das vítimas que demonstrou que, apesar de ser um perigo particularmente para idosos, a Covid-19 pode afetar jovens. Trabalhava em escritório, mas sua maior paixão era correr. “Essa não é uma doença em que se tem que tomar cuidado só com você. Tem que tomar cuidado com o outro, porque se transmite’’, disse a irmã dele, Simone.

Mário Borba, 68 anos

Empreendedor que patrocinava o esporte

Mário era empresário conhecido em Joinville (SC). Há 25 anos, fundou uma fábrica de tubos num galpão de 600m², com três máquinas e quatro colaboradores. Hoje, a empresa gera 1,5 mil empregos. Era ainda diretor do Joinville Iate Clube e patrocinava modalidades esportivas na região e a Associação Paralímpica de Joinville. Ele apresentou sintomas de Covid-19 após voltar dos EUA, ficou uma semana na UTI, mas não resistiu. Deixa mulher, dois filhos e quatro netos.

 

Mark Blum (ator)
O ator Mark Blum faleceu aos 69 anos neste ano de 2020 após ser infectado pelo Covid-19. Ele ficou conhecido após interpretar papeis na série “You” e no filme “Procura-se Susan desesperadamente”.

Vittorio Gregotti morreu vítima do Covid-19 aos 92 anos, neste ano de 2020. Foi ele quem projetou o estádio olímpico dos Jogos de Barcelona de 1992.

Fonte: Jorna  Extra

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *