Coronavírus - Boas notícias e recomendações

Coronavírus - Boas notícias e recomendações
Boas  notícias vindas da Espanha e da Itália. O número de infectados atingiu neste sábado (04/03)  um incremento de 5% que é o menor em toda crise. E o número de óbitos é o menor em 9 dias. Se a redução se mantiver como ocorreu na China, se concluiu que o vírus atinge um pico e depois os números são reduzidos.
Pela primeira vez desde o início da crise , a Itália  registrou neste sábado ( 04/03) uma redução no número de pacientes na UTI.
 
Os testados positivos que já foram curados, podem ir trabalhar sem perigo de infectar ou de se reinfectar.
 
Uso do sangue de infectados que ficaram curados, podem ser injetados em pacientes em estado grave para aumentar a resistência e imunidade.
No plasma ( parte líquida do sangue) dos que foram infectados e ficaram curados, existe uma especie de antídoto contra o vírus que são os anticorpos.
A Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa) autorizou o uso do plasma de pessoas curados de covid-19 para tratar pacientes graves da doença causada pelo novo coronavírus. Os hospitais Albert Ainsten e Sírio Libanês farão o procedimento a partir desta segunda- feira, 06 de abril
Fiquem em casa. O nosso sistema hospitalar não pode atender a todos. Nem no Brasil e nem em nenhum país do mundo. Ao ficar em casa fazendo as recomendações necessárias, você reduz em quase que 100%  a possibilidade de se contaminar. Evita o crescimento vertiginosos dos casos e o governo ganha tempo para compra de equipamentos, respiradores, equipamentos de proteção individual ( EPIs), e montagem de novos hospitais ou novas descobertas de medicamentos ou vacinas e compra de mais testes.
O colapso na economia SERÁ MAIOR, se o número de infectados fizer um colapso em pouco tempo nos hospitais, com mais mortes, mais doentes, os danos na economia será infinitamente superiores. Mantendo a quarentena, pode ocorrer em um prazo curto (15, 30, 60 dias) não se sabe o tempo exato, uma redução dos casos e a volta da normalidade de forma mais breve. ( Exemplo da China e da Coréia).
O colapso nos hospitais vai ocorrer no Brasil,, mais cedo ou mais tarde. O vírus atinge o pico e depois os casos passa a diminuir, como ocorre em outros países. Se conseguimos adiar o colapso, o tempo do isolamento e a volta a normalidade será mais rápida.
Quebrando o isolamento de forma precoce, termos que voltar ao isolamento com um número de vítimas maior ( exemplo da França e da Itália)  e passar MAIS TEMPO, para  a volta da normalidade.
Acessem o link ( site do Ministério da Saúde) e saiba COMO USAR A MÁSCARA DE FORMA CORRETA.
Jorge Roriz

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *