Semana sobre a Doença Falciforme

Semana sobre a Doença Falciforme

doenca_falciforme_2Até sexta-feira (27), a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) participa da Semana sobre a Doença Falciforme – "Cuidar do outro, é cuidar de mim", realizando atendimento aos interessados em realizar doação de sangue e cadastro de medula óssea, em posto de coleta itinerante, montado especialmente dentro do Shopping Center Lapa.

A semana, organizada pelo Shopping Center Lapa e pela Associação Baiana das Pessoas com Doença Falciforme (ABADFAL), tem por objetivo divulgar e disseminar o conhecimento sobre a doença falciforme para a população, a partir de diversas ações estratégicas educacionais e de comunicação.

O evento propõe trazer o tema para as rodas de conversa, possibilitando o diálogo e a participação social. Os interessados em doar sangue ou realizar o cadastro de medula óssea podem comparecer ao 1° Piso do Shopping Center Lapa, das 9h às 18h, portando documento oficial com foto.

Sobre a doação de sangue

Para doar sangue, o voluntário deve portar um documento oficial com foto, estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos e ter idade entre 16 e 69 anos – menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal. É necessário estar descansado (ter dormido pelo menos 8h nas últimas 24h) e bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura.

Doar sangue é um ato simples, rápido e seguro. O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação. Todo o material utilizado na coleta é descartável, o que elimina qualquer risco de contaminação para o doador.

Sobre o cadastro de medula óssea

Para incluir os dados no Redome, o candidato precisa ter entre 18 e 55 anos incompletos, gozar de boa saúde, preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de uma amostra 5ml de sangue para testes de compatibilidade.

Os dados pessoais e os resultados dos testes da amostra de sangue serão armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados de pacientes que estão necessitando de um transplante. Em caso de compatibilidade, o doador é chamado para exames complementares e para realizar a doação de medula óssea.

Fonte: Ascom Hemoba

Foto: Google

Redação Saúde no Ar

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *