Novo estudo indica que humanos podem viver entre 120 e 150 anos

Novo estudo indica que humanos podem viver entre 120 e 150 anos
Publicado recentemente na revista Nature, e realizada por pesquisadores da Singapura estimam que; de acordo com eles, humanos conseguem viver entre 120 e 150 anos, caso perigos óbvios como doenças ou estressores não atrapalhem.

Dessa forma, segundo o pesquisador Timothy Pyrkov e colegas de equipe da Gero; empresa de biotecnologia com sede no país asiático, analisando o ritmo de envelhecimento em três grandes cortes nos Estados Unidos, Reino Unido e Rússia; tendo levado em consideração os possíveis desvios de saúde estável, eles avaliaram mudanças nas contagens de células sanguíneas, número diário de passos dados e dividiram os grupos em idade.

Além disso, com as medidas como pressão sanguínea e contagem de células sanguíneas têm uma faixa saudável já conhecida; contudo  o número de passos é algo totalmente pessoal. Mesmo assim, Pyrkov e seus colegas descobriram o mesmo declínio ao longo do tempo nas três variáveis, indicando que o ritmo de envelhecimento pode ser um fator real em diferentes domínios.

De acordo com o coautor do estudo, Peter Fedichev,  embora a maioria dos biólogos considere contagens de células sanguíneas e de passos “muito diferentes”; o fato de ambas “pintarem exatamente o mesmo futuro” sugere que o componente do ritmo de envelhecimento seja válido.

Além disso, os autores apontaram uma curva acentuada entre 35 e 40 anos. Pyrkov observa que, muitas vezes, este é o período que a carreira esportiva de um atleta termina, indicando que realmente existe algo na fisiologia que muda nessa idade.

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Vacinação: Brasil segue em 64º no ranking global e 4º em doses totais

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *