Férias X Vacinação

Férias X Vacinação

EC3490-012O período de férias está chegando e é hora de arrumar as malas e se preparar para as viagens e diversão. Mas, antes de cair na estrada, é preciso se planejar e estar em dias com a saúde e imunização contra doenças comuns a este período de verão ou como medida protetiva para viagens a áreas consideradas de risco. E é neste contexto que entram as vacinas.

De acordo com a gerente técnica de vacinas do Leme, Tharita Teixeira, a prevenção é fundamental ao viajante e quanto mais cedo se buscar informações melhor. Dentre as vacinas a se ficar alerta neste período de férias, a depender do local de destino, estão as de hepatite A e B, febre tifoide (doença transmitida pela ingestão de água ou de alimentos contaminados com fezes humanas ou com urina contendo a Salmonella enterica sorotipo Typhi), febre amarela e a meningocócica ACWY, que previne contra 4 tipos de meningite bacteriana.

Nesta lista vale ainda lembrar a vacina contra a dengue, cuja recomendação recente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é que não seja tomada por quem nunca teve a doença, e a da gripe, que deve ser repetida anualmente, visto que esta última pode ser facilmente adquirida devido à circulação do vírus.

“É preciso que a pessoa que pensa em viajar procure informações antecipadamente sobre os locais que pretendem ir, se neste local existem vacinas obrigatórias ou sugeridas a serem tomadas ou como medidas protetivas a áreas de risco. Este conhecimento prévio é importante já que algumas vacinas possuem um período para atingir a proteção esperada, que podem variar de 3 dias até um mês em alguns casos, como é o caso da febre amarela, que precisa ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem”, explica a profissional, relembrando a importância de se manter a carteira de vacinação atualizada independente das viagens.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária mantém um site com orientações de imunização de acordo com o país de destino (https://viajante.anvisa.gov.br/viajante/) que podem auxiliar o viajante sobre o tema.

 

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Foto: Google

Redação Saúde no Ar

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *