28 de julho Dia Mundial de Luta contra hepatites

28 de julho Dia Mundial de Luta contra hepatites
hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Em alguns casos, são doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas. Entretanto, em alguns casos, elas podem se manifestar como: cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C. Existem ainda, com menor frequência, o vírus da hepatite D (mais comum na região Norte do país) e o vírus da hepatite E, que é menos comum no Brasil, sendo encontrado com maior facilidade na África e na Ásia.

Em julho de 2019 mais de 500 mil pessoas conviviam com o vírus C da Hepatite, na ultima década, houve redução de 7% no número de casos de notificados da doença no país. Em 2018, foram registrados 42.383 casos de hepatites virais no Brasil. Em 2008, o número foi de 45.410 casos. Os dados foram divulgados no Boletim Epidemiológico de Hepatites Virais de 2019. O levantamento também apontou queda de 9% no número de óbitos, saindo de 2.362 em 2007 para 2.156 em 2017.  Entre as hepatites, o tipo C da doença é a mais prevalente e também a mais letal, com 26.167 casos notificados em 2018.

Segundo Ministério da Saúde, 36.266 pessoas estão em tratamento para hepatites no Brasil no ultimo trimestre de 2020, veja gráfico completo aqui.

O assunto já foi tema do programa Excelsior Saúde com Patricia Tosta, relembre entrevista:

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *