Pequisadores 'neutralizar' o Zika vírus

Pequisadores 'neutralizar' o Zika vírus

aedesPesquisadores europeus anunciaram a descoberta de "poderosos" anticorpos que são capazes de "neutralizar" o vírus zika, uma descoberta que abre caminho para uma vacina contra a doença, que está relacionada a uma série de problemas cerebrais como a microcefalia.

No testes realizados em laboratório, os anticorpos permitiram "neutralizar" o zika e o vírus da dengue, "o que poderia levar ao desenvolvimento de uma vacina universal" que protegeria contra as duas doenças, indicaram os pesquisadores na revista Nature. Esta descoberta coincide com um outro estudo, que sugere que a recente explosão de zika vírus na América Latina poderia ter sido favorecida por uma pré-exposição à dengue.

Notícias relacionadas:

Estudo: Saliva do Aedes preocupa

Erradicação do Aedes no CAB

Os dois vírus têm vários aspectos em comum. Pertencem à família dos flavovírus, transmitidos especialmente por mosquitos. Pesquisadores do Instituto Pasteur, do CNRS e do Imperial College de Londres, que já estudavam os anticorpos capazes de combater a dengue, passaram a analisar igualmente o zika vírus.

Eles selecionaram dois anticorpos EDE capazes de parar a dengue e descobriram que um entre elas era particularmente eficaz para "neutralizar" o zika. A partir daí, conseguiram reconstituir o local preciso onde este anticorpo se fixa sobre a proteína que envolve o vírus zika e descobriram que era o mesmo local que sobre o vírus da dengue.

A descobreta, segundo Félix Rey, responsável pelo laboratório de virologia estrutural do Instituto Pasteur (Paris), que dirigiu o estudo, foi "totalmente inesperada". De acordo com Juthathip Mongkolsapaya, outro pesquisador, trata-se dos "primeiros anticorpos muito poderosos" descobertos contra o zika, um vírus considerado por muito tempo como pouco perigoso. 

Redação Saúde no Ar*

João Neto

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *