Não Amarele: Tratamento e prevenção da hepatite

Não Amarele: Tratamento e prevenção da hepatite

Doença que muitas vezes aparece de forma silenciosa, as hepatites virais, em especial os tipos B e C, são um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. São infecções que atingem o fígado. Como resultado, apresentam sinais, causam cansaço, febre, enjoo, dor abdominal, entre outros. O impacto dessas infecções acarreta, aproximadamente, 1,4 milhão de mortes por ano no mundo, seja por infecção aguda, câncer hepático ou cirrose associada às hepatites. A taxa de mortalidade anual das hepatites virais pode ser comparada ao HIV e à tuberculose.

De acordo com o Ministério da Saúde, nos últimos 20 anos foram registrados 673.389 casos de hepatites, ocasionadas pelos vírus A (25%), B (36,8%), C (37,6%) e D (0,6%). Em relação aos óbitos, no mesmo período (2000 a 2018), foram identificados no Brasil 74.864 mortes por causas básicas e associadas às hepatites virais. Destas, 1,6% (1.189) foi associada à hepatite viral A; 21,3% (15.912) à hepatite B; 76,02% (57.023) à hepatite C e 1,0% (740) à hepatite D.

Com o intuito de conscientizar as pessoas sobre o tratamento e cuidados com a doença, o Tudo Sobre Figado, lança campanha #Não Amarele para o dia 19 de agosto (quarta feira). A campanha consiste em publicar posts e stories nas redes sociais  sobre a doença, ressaltando que pessoas acima dos 40 anos precisam fazer o teste.

Para participar da campanha é preciso publicar os cards e marcar o @tudosobrefigado. Faça o download  e participe da campanha. Mais informações sobre a testagem que é gratuita no número 0800 882 8222.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *