Estudo aponta erros graves do governo brasileiro no combate à pandemia

Estudo aponta erros graves do governo brasileiro no combate à pandemia

Em estudo publicado pela revista científica Science, pesquisa aponta erros do governo brasileiro na resposta à pandemia de Covid-19. De acordo com os pesquisadores responsáveis pelo estudo, o fracasso do combate ao vírus foi uma combinação perigosa de inação e falhas; bem como o uso de tratamentos sem eficácia comprovada e a falta de coordenação nacional entre os diferentes níveis de governo.

Além disso, a analise ressalta que o fracasso em combater o vírus vai facilitar o surgimento de novas variantes; além de  isolar ainda mais o Brasil como uma ameaça à saúde global.

De acordo com o estudo, a cinco motivos para a maior propagação do vírus no país:

  • O Brasil é grande e desigual, com disparidades em quantidade e qualidade de recursos de saúde (por exemplo, leitos hospitalares, médicos) e renda
  • Uma densa rede urbana que conecta e influencia os municípios por meio de transporte, serviços e negócios não foi totalmente interrompida durante picos de casos ou mortes
  • O alinhamento político entre governadores e presidente teve um papel no momento e na intensidade das medidas de distanciamento e a polarização politizou a pandemia com consequências para a adesão às ações de controle
  • O SARS-CoV-2 estava circulando sem detecção no Brasil por mais de um mês, resultado da falta de vigilância genômica bem estruturada
  • As cidades impuseram e relaxaram medidas em diferentes momentos, com base em critérios distintos, facilitando a propagação do vírus

Dessa forma, os pesquisadores realizam apelo e pedem ações de medidas para tentar frear o vírus. “Sem contenção imediata, medidas coordenadas de vigilância epidemiológica e genômica e um esforço para vacinar o maior número de pessoas o mais rápido possível, a propagação da P.1 provavelmente vai emular o padrão mostrado aqui [no estudo], levando a uma perda de vidas inimaginável”.

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Pandemia diminuiu dois anos na expectativa de vida do brasileiro

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *