Envelhecimento: Sol na pele, só com proteção

Envelhecimento: Sol na pele, só com proteção

O sol não possui apenas o seu lado negativo, seus raios também são ricos em benefícios. Ele é o responsável por produzir vitamina D na pele, gerando assim a manutenção do metabolismo do cálcio, que atua no desenvolvimento ósseo.

Mas a questão em pauta é o excesso de exibição da pele ao sol. Em um país tropical como o Brasil, essa exposição não ocorre somente nas praias, ela acaba fazendo parte do dia a dia.

É exatamente nessa demasia que gera preocupação, pois esses raios pode ser o promovedor de doenças como o câncer de pele que corresponde à maior incidência no Brasil, com mais de 175 novos casos por ano, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Além disso, os raios ultravioletas é o grande responsável por cerca de 80% do envelhecimento da pele.

A influência para envelhecimento não está relacionado apenas ao sol, o estilo de vida e os hábitos alimentares também estão incluso neste processo. Visto que, o envelhecimento está ligado à perda de tecido fibroso, à taxa mais lenta de renovação celular e à redução da rede vascular e glandular. Ou seja, esses radicais livres destroem as ligações de elastina e colágeno pele, deixando a pele mais flácida. Por isso, acabam formando rugas e linhas de expressão no rosto, como o famoso bigode chinês ou as marquinhas ao redor dos olhos, antes do tempo.

Tipos de envelhecimento 

Assim como cada doença que possui características próprias, o desgaste da pele também tem suas categorias. Entre os tipos são:

  • Envelhecimento cutâneo intrínseco ou cronológico é proveniente aos efeitos naturais do tempo, determinado pelos fatores genéticos, estado hormonal e reações metabólicas, como o estresse oxidativo. Com a gravidade ao longo dos anos, pode-se desenvolver as linhas de expressão, a diminuição da espessura da pele e o ressecamento cutâneo. Como a pele tem efeitos degenerativos semelhantes aos observados em outros órgãos, mas reflete também certos aspectos da nossa saúde interior, como: Genética, hormônio e glicação ( níveis elevados de açúcar no sangue).
  • Envelhecimento extrínseco da pele: é aquele provocado pela exposição ao sol e a outros fatores ambientais como: o estilo de vida (exercício físico, alimentação) e o estresse fisiológico e físico. Um dos agentes mais importantes é a radiação solar ultravioleta. As toxinas com as quais entramos em contato, como tabaco, álcool e poluição do ar, entre outros, também ajudam no processo de envelhecimento da pele e, dependendo do grau de exposição, podem acelerá-lo, como: Radiação solar, tabaco, álcool, movimentos repetitivos (marcas de expressão, rugas), bronzeamento artificial, radicas livres (poluição, estresse, fumo e outros) e alimentação (entre eles o açúcar que ajuda a envelhecer com mais rapidez).

Prevenção 

Na hora da compra os consumidores acabam pulando pequenos detalhes e sua aplicação acaba agindo incorretamente na pele. Para evitar danos, a escolha do filtro deve ser feita de acordo com a sua pele para não impactar nas camadas mais profundas e superficiais.

  • FPS entre 30  60: são indicados para pele branca ou muito branca
  • FPS entre 20 e 30: para peles morenas
  • FPS entre 6 a 20: em peles negras

Outro aspecto para ficar atento é aos símbolos de mais que ficam na frente do fator de proteção e que indicam o PPD, ou “Persistent Pigmented Derkening”. O ideal é apostar num protetor com PPD que seja um terço do fator: uma fórmula com três símbolos de mais (“+++”) corresponde a 10, o que é ideal, por exemplo, no protetor com FPS 30.

Sol na pele, só com proteção! Não se exponha a esse risco, seja cauteloso e modere no sol.

 

No Programa Saúde no Ar desta quarta-feira (12/12), Patricia Tosta entrevistou a médica demartologista, Drª Marilu Tiuba. O tema da entrevista é: “Sol na pele, só com proteção”. Saiba como o sol afeta a saúde e a beleza da pele. O programa é transmitido pela Rádio Excelsior da Bahia AM 840 e por nossa Rádio Web, no horário das 08h  às 09H. Ouça a entrevista abaixo:

Acompanhe pelo portal  ou pela Rádio Excelsior da Bahia

Participe pelo telefone (71) 3328-7666 e WhatsApp (71) 99681-3998

 

Redação Saúde no ar ( Samantha Scarlet)
Fonte: SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *