Diretor do HGRS apresenta estudo inédito no Congresso Europeu de Coração e Cérebro

Diretor do HGRS apresenta estudo inédito no Congresso Europeu de Coração e Cérebro

Diretor médico do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), o cardiologista André Durães apresentou uma pesquisa inédita no mundo, na última sexta-feira (24), no Congresso Europeu de Coração e Cérebro, realizado em Barcelona. Trata-se da análise do uso de um novo anticoagulante oral para minimizar o acidente vascular cerebral (AVC) e reduzir sangramentos em pacientes com cardiopatias que utilizam prótese metálica em substituição a uma das válvulas do coração.

De acordo com Durães, o trabalho pode ser um avanço sem precedentes para esta população de pacientes. “No Brasil, temos uma infinidade de pessoas que sofreram da febre reumática e tiveram de trocar a válvula. São pacientes que precisam usar um anticoagulante do tipo varfarina para o resto da vida. Porém, passam a ter um estilo de vida muito complicado, com coletas mensais de amostra de sangue e alimentação restrita. Eles devem evitar, por exemplo, alface e couve, que são alimentos ricos em vitamina K”, explica ele.

O estudo evidencia os benefícios do princípio ativo rivaroxabana em comparação com a varfarina. Ambas são substancias de anticoagulantes – medicamentos utilizado para afinar o sangue.

A pesquisa foi inteiramente realizada no Hospital Geral Roberto Santos e todo custo dela foi assumido pelos pesquisadores. Além de André Durães, o trabalho contou com a participação do anestesiologista José Admirço Lima Filho – diretor-geral do HGRS.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *