Câncer de mama - Como prevenir de forma segura

Câncer de mama - Como prevenir de forma segura

Nesta quarta- feira 09/10, no Programa Saúde no ar, Patrícia Tosta, entrevistou na Rádio Excelsior da Bahia AM 840,  a mastologista,  Anna Paola Noya Gatto. O tema da entrevista foi a prevenção ao câncer de mama.

Dra Ana, destacou que para um diagnóstico precoce, nem sempre o auto- exame, e a mamografia são suficientes. Ela citou o caso de uma paciente que passou pelo mastologista, fez a mamografia e após a ultrassonografia foi constatado um nódulo de apenas  sete milímetros.

Segundo a médica, “um nódulo de sete milímetros não poderia ser detectado no auto- exame. A mamografia sozinha, ela também tem falhas”. Durante este mês de outubro, a  Clínica da Mulher Anna Paola Noya Gatto está promovendo exames com valores populares. É o Check- Up Rosa que , inclui uma consulta com a mastologista, uma mamografia e uma ultrassonografia.

“Ultrassonografia é uma filmagem em tempo real da mama. A mamografia é uma radiografia estática, parada ( uma foto) das mamas.”. Os dois exames se completam com o exame físico, feito por um especialista, o mastologista. Dra Ana informou que a partir dos 40 anos de idade, a mamografia deve ser feita uma vez por ano e que no Brasil e no mundo existe um aumento de 4% a 5% na incidência de câncer em mulheres jovens..

O fato de se constatar um nódulo não significa que seja câncer. Dra Ana, destaca que 85% dos nódulos são benignos. Após a descoberta do nódulo é feita uma punção para verificar se é ou não câncer.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer ( INCA) existe a previsão que até o final de 2019, o número de casos atinjam a 57.700. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer que mais mata no Brasil e corresponde a 25% de todos os casos de cânceres  no país.

Principais sintomas:

Caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Fatores de risco:

A hereditariedade –  histórias de câncer de mama e ovário em membros da família, a  exposição de metais pesados,  – Mulheres que trabalham em fábricas,ou moram próximo as essas fabricas com grandes poluentes no ar, mulheres que bebem e fumam, obesas, sedentárias, estão na menopausa, além de  fatores emocionais. Mulheres que guardam raiva, rancor, mágoas e estressadas.

 

Sinais de alerta: 

Nódulos, dor nas mamas no período pré menstrual, consultar um mastologista.

 

Como surgiu o Outubro Rosa

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. O laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990.

Dra Ana destaca que  Campanha no Brasil é relativamente recente e surgiu em 2010.  A  Clínica da Mulher Ana Paola Noya Gatto também criou a  Campanha “Eu amo viver”. Na compra de  um brinde ( uma camisa ou caneca)  com valor simbólico,  a paciente indica  o nome de outra mulher que será sorteada para fazer o check – Up gratuitamente.

 

Jorge Roriz

 

Assista o vídeo do Programa:

 

Neste  mês de outubro a  Clínica da Mulher Ana Paola Noya Gatto fará o Check-up Rosa.  Uma promoção para  pacientes que perderam o convênio. Será feita uma consulta com mastologista, exames de  mamografia e ultrassonografia mamária com mulheres acima de 40 anos. Informações: (71) 3237-2633. Whatsapp: 99302-7939
Dra. Anna Paola Noya Gatto
Especialista em Mastologia e Mamografia .

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *