Amigos e admiradores lamentam morte de Dr. Geraldo Cezar De Vinháes Torres

Amigos e admiradores lamentam morte de Dr. Geraldo Cezar De Vinháes Torres

crmvba.org.br-posse-abramavet

Após longa enfermidade, morre o médico veterinário Geraldo Cezar de Vinháes Torres, aos 82 anos.

Baiano de Salvador, ele se graduou em 1957 em Medicina Veterinária pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), que havia sido inaugurada em 1951 com o nome de Escola de Medicina Veterinária da Bahia.

Depois da formatura ganhou uma viagem de estudos para a Europa onde conheceu a Medicina Veterinária feita em diversos países europeus na época.

Profissional lembrando pela competência, MV Geraldo Vinhães Torres formou gerações de médicos veterinários como professor da Escola de Medicina Veterinária de UFBA, onde também ocupou cargos de direção. Na trajetória acadêmica chegou a ocupar o cargo de Pro-Reitor da Universidade.

Um dos seus alunos foi o médico veterinário Paulo Emílio de Vinháes Torres, seu filho. Dr. Geraldo contava com prazer que deixou de se aposentar para ter a oportunidade de ser professor do MV Paulo Emílio, em uma época que a UFBA estava perdendo docentes,  e a turma do filho ficaria sem concluir o curso por falta de professores.  Comentando o falecimento do pai,  Dr. Paulo Emílio declarou “Hoje partiu o meu primeiro e melhor amigo. Meu amigo de fé, meu colega de ofício, meu irmão, meu orientador meu amado PAI!”

Além da carreira acadêmica, Dr. Geraldo sempre esteve ligado a movimentos de valorização da profissão. Foi um dos primeiros inscritos do Regional Bahia e ocupou diversos cargos na Autarquia. O último foi na gestão 2013-2016, quando foi conselheiro efetivo.

Muito querido entre os funcionários do CRMV/BA, a notícia do seu falecimento causou tristeza aos que tiveram oportunidade de servi-lo.

Escritor e historiador,  publicou diversas obras como “Dicionário de Termos Zootécnicos e Palavras Correlacionadas com a Produção Animal”,  “História da Medicina Veterinária na Bahia” e “Relato Histórico do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia”.

A Secretária-Geral do CRMV/BA, Dra. Marilene Caldas que foi aluna e colega do Dr. Geraldo afirmou “Foi uma pessoa que teve uma carreira vitoriosa,  e de grande retidão pessoal e profissional. Deixa saudade e um grande vazio na Medicina Veterinária da Bahia, pelos cargos e pelos serviços prestados à  profissão”.

Também deixa saudades para o médico veterináiro Antônio Valetim: “ele foi meu professor e trabalhamos alguns anos juntos no Conselho. Eu sempre admirei nele o conhecimento técnico como também o conhecimento geral. Apesar de sua idade, esses conhecimentos fluíam com segurança e precisão. Outra coisa admirável nele era a assiduidade e pontualidade que mantinha em seus compromissos. Eu sempre tinha certeza da sua presença quando ele assinava com sua palavra. Tudo isso, características de amadurecimento moral e ético de um Ser. Tenho certeza que ele estará bem.”

Mais que uma amiga, a presidente do CRMV/BA, Ana Elisa Almeida, era praticamente uma filha para o  Dr. Geraldo, de tão próximos.  Dra. Ana diz que “sempre o admirei como aluna e como amiga. Dr. Geraldo Torres fez um grande serviço pela Medicina Veterinária como professor, conselheiro do CRMV/BA, presidente da Sociedade de Medicina Veterinária da Bahia, presidente da Academia Baiana de Medicina Veterinária, membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária. Era um baluarte, um grande profissional e um nobre homem”.

Dr. Geraldo deixa viúva Dona Maria Luiza Torres, os filhos MV Paulo Emílio L. M. de Vinháes Torres e Débora Torres e quatro netos.

O sepultamento está marcado para às 14h desta quinta-feira (15 de março)  e velório será na sala “c” do Cemitério Jardim da Saudade.

Redação Saúde no Ar

 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *