Bahia perde ex-governador Roberto Santos aos 94 anos

Bahia perde ex-governador Roberto Santos aos 94 anos
Homem que ocupou diversos cargos importantes na Bahia, o Dr. Roberto Santos, foi Médico, cientista, professor; bem como secretário de Saúde, reitor da Universidade Federal da Bahia, governador, ministro da Saúde além de deputado federal. Contudo, a Bahia dá adeus a Roberto Santos que faleceu nesta terça-feira (09) aos 94 anos; deixando seis filhos e um grande legado.

Em nota nas redes sociais o atual reitor da UFBA, João Carlos Salles, disse “Informo aos membros da comunidade UFBA que Dr. Roberto Santos, nosso ex-reitor e nosso grande amigo, acaba de falecer. A UFBA, mais uma vez, está de luto. Expresso aqui nossos sentimentos mais profundos”.

Além disso, o governo da Bahia e a Ufba decretaram luto de três dias. O sepultamento está previsto para às 11h30, no cemitério Jardim da Saudade, localizado no bairro de Brotas, em Salvador.

Trajetória

 

Roberto Figueira Santos nasceu em 15 de setembro de 1926, filho de Carmem Figueira Santos e Edgard Santos. Seu pai, médico, fundador e primeiro reitor da Universidade Federal da Bahia em 1946 e ministro da Saúde, foi uma das personalidades mais importantes para a formação da cultura da sociedade baiana no século XX, tendo criado as primeiras escolas de música; bem como teatro e dança do Brasil, além da instalação do Museu de Arte Sacra da Ufba.

Roberto formou-se médico aos 23 anos na Faculdade de Medicina da Bahia. Em 1967 recebeu nomeação para Secretário de Saúde pelo então governador Luiz Viana Filho.

Contudo, em 1974, ingressou na Aliança Renovadora Nacional (Arena). Findo o bipartidarismo, indo para o Partido Popular (PP).Com a associação do PP ao PMDB, aprovada em convenção nacional, Roberto Santos ingressou no PMDB.

Dessa forma, como governador da Bahia, inseriu os Centros Sociais Urbanos (CSUs), num total de 33 em todo o Estado, com o objetivo de atender às populações de baixa renda. Além disso, construiu o Centro de Convenções da Bahia, dotando a cidade de um moderno local de eventos. Depois implantou o Projeto Urbis, voltado à construção de casas populares. Ainda assim, na área da educação, construiu 3 mil salas de aula no Estado.

Relembre entrevista com o Dr. Roberto Santos concedida a Patrícia Tosta

 

 

 

 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Reino Unido interna 100 crianças por semana com síndrome rara pós-Covid

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *