Roda de conversa:saúde no Trabalhador

Roda de conversa:saúde no Trabalhador

saúde trabalhadorEm primeiro de maio comemora-se o “Dia do Trabalho”, mas na realidade o trabalhador não tem muito o que comemorar, no entanto, é um dia importante para toda a classe trabalhadora, seja ela, formal ou informal, haja vista, que todos contribuem e movimentam a economia do Brasil.

As condições de trabalho, no Brasil, são preocupantes. E no campo constituem precarização e o descaso com a classe trabalhadora. O não cumprimento da Norma Regulamentadora-NR 31, por parte dos patrões, e a desinformação dos agricultores familiares expõem os trabalhadores aos agentes e situações de riscos causadores de acidentes e doenças ocupacionais,  como o  uso indiscriminado e irresponsável dos agrotóxicos por serem cancerígenos.

Outras situações inadequadas, perigosas e desumanas, presentes no trabalho rural, são os meios de transporte, os abrigos para as refeições, instalações sanitárias inexistentes, o não fornecimento de água potável.

Cercados por um capitalismo predatório que visa, paulatinamente, exterminar os direitos garantidos pela Constituição Cidadã de 1988 e pela CLT, através da Lei da Reforma Trabalhista nº 13.467 de 2017, bem como moldando os trabalhadores de acordo com as metamorfoses e os interesses do capital.

Atualmente, o mundo e o Brasil passam por constantes transformações sociais, econômicas, políticas e culturais, que impactam direta e indiretamente nas relações de trabalho, isto é na relação de exploração capital-trabalho, que se manifestam nos acordos e contratos de trabalho, na precarização do trabalho que leva os trabalhadores a realizarem atividades em condições insalubres e perigosas, reforçando a precarização da saúde do trabalhador.

Grupo germenSaúde do trabalhador, o assunto foi tema do  programa Saúde no Ar, desta quarta-feira (30). Patrícia Tosta conversou com o ambientalista e diretor do grupo Germen, Cláudio Mascarenhas, com a professora do Instituto Federal de Vitória da Conquista , Wéltima Cunha, e com o doutor Armando Xavier do Fundacentro.

 

Ouça a entrevista na íntegra ou assista ao vídeo no Facebook

 

LOGO NUTRIÇÃO UFBADesde o ano de 2017 a Escola de Nutrição/UFBA,desenvolve o projeto de Extensão,“Nutrição, meio ambiente e saúde no ar: comunicação em saúde e cidadania”, sob a coordenação da Profa Ma.Neuza Maria Miranda dos Santos e colaboração do Grupo Germen, e da  aluna bolsista do projeto Permanecer, Thuane Policarpo.

Para participar do Projeto que tem como objetivo apresentar e discutir temas de saúde, em seu conceito ampliado, além de difundir informações científicas sobre nutrição, alimentação saudável e qualidade de vida, basta enviar perguntas ou sugestões de temas para o email: produção@portalsaudenoar.com.br ou uma mensagem de texto ou áudio para o WhatsApp: 71-9968-13998.

 

Redação Saúde no Ar

Fonte: Wéltima Cunha

Foto:Internet e Felipe Martins

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *