Novo estudo: Imunidade adquirida após covid-19 é de curta duração

Novo estudo: Imunidade adquirida após covid-19 é de curta duração

Pesquisadores do mundo inteiro buscam além de uma vacina eficaz contra a covid-19. Respostas para como o vírus age no organismo a curto e longo prazo. Além disso, uma das questões-chave do coronavírus é por quanto tempo dura a imunidade. Nesta segunda-feira (14), um estudo publicado na Nature Medicine alerta que a imunidade protetora contra a SARS-CoV-2 pode ser curta.

De acordo com Lia van der Hoek, chefe do laboratório experimental de virologia da Universidade de Amsterdã (Holanda); que analisou a imunidade em quatro cepas de coronavírus sazonais semelhantes ao SARS-CoV-2. A imunidade tem curto prazo. Contudo, para fazer o estudo, os autores examinaram 513 amostras de soro coletadas regularmente de dez homens adultos saudáveis ​​em Amsterdã desde 1980, ou seja, por mais de 35 anos.

Além disso, os autores mediram o aumento de anticorpos contra a proteína do nucleocapsídeo (abundante no coronavírus); para cada coronavírus sazonal e consideraram cada aumento de anticorpos como uma nova infecção.

Durante a pesquisa, também foi descoberto que amostras de sangue coletadas na Holanda nos meses de junho, julho; bem como agosto e setembro tiveram a menor taxa de infecções nos quatro coronavírus sazonais indicando uma maior frequência de infecções de inverno no países temperados. Os autores sugerem que o SARS-CoV-2 pode compartilhar o mesmo padrão após a pandemia.

De acordo com os pesquisadores, as reinfecções são comuns em todos os quatro coronavírus sazonais, sugerindo que pode ser uma característica comum a todos os coronavírus humanos, incluindo SARS-CoV-2.

#Campanha Vidas Importam

Veja também: Na pandemia consumo de plástico descartável dispara

Covid-19: OMS registra alta recorde de infecções diárias

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *