Norte-Nordeste ganha novo instituto de ciência e tecnologia

Norte-Nordeste ganha novo instituto de ciência e tecnologia

Durante o  XII Festival Internacional do Chocolate, em Ilhéus, membros da sociedade civil, professores, empreendedores, imprensa e  produtores oriundos dos estados de Sergipe e Bahia se uniram para constituição do INTBIO – Instituto de Inovação, Tecnologia e Bioeconomia. De acordo com o grupo, a iniciativa  tem como missão promover e apoiar ações de popularização da ciência, tecnologia, inovação e de divulgação nos territórios do Brasil e das Comunidades dos Países da Língua Portuguesa ( CPLP).

O INTBIO  é um instituto sem fins lucrativos que tem como objetivo contribuir para promoção e aprimoramento do conhecimento cientifico-tecnológico e da cultura de inovação pela população em geral.

Assim, a equipe ressalta que, “Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida ; alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres  e meninas, além de indiretamente contribuir para todos os demais objetivos, ao buscar o estabelecimento de uma cultura cientifica na sociedade que contribua para a disseminação de conhecimentos e soluções”, são objetivos que regem a formação do INTBIO.

Além disso, o instituto teve como consultor o professor Dr. Ivan Pereira, engenheiro de alimentos e pesquisador do IFBaiano/Campus Uruçuca; que vem quebrando barreiras e por meio da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – ação apoiada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pelo CNPq. Do mesmo modo, os professores Dr. Maycon Reis  e Dr. Danilo Souza ( UFS-Campus do Sertão), Dr. Lucas Landim (IF-Campus Guanambi); bem como o Dr Josué Oliveira ( IF-Campus Uruçuca) compõem o time  de cientistas que promovem a popularização e divulgação da ciência, inovação e tecnologia por meio da educação e empreendedorismo.

De acordo com o insituto, entre as principais linhas de ação estão: a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia; feiras e olimpíadas; apoio a escolas, centros, praças museus e memoriais de ciência, tecnologia e inovação; realização de maratonas; bem como apoio a estudantes de comunidades produtivas e tradicionais, micro e pequenas empresas  para o aprimoramento e desenvolvimento de negócios inovadores ; apoio a atividades de PD&I e extensão em parceria com as ICTs; incentivo a arte e a cultura além de atendimento a empreendedores para o desenvolvimento de startups.

 

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.