Covid 19 - Mutações agressivas são identificadas com carga viral 270 vezes maior

Covid 19 - Mutações agressivas são identificadas com carga viral 270 vezes maior

Foram identificadas por cientistas chines da Universidade de Zhejianges,  o elemento patogênico causador da covid 19, (uma estirpe de SARS- COv-2) 270 vezes mais agressivo que as demais. Elas foram encontradas na Itália, Espanha e até  no Brasil.

O estudo chegou a conclusão que mutações diferentes  do novo coronavírus acarretam intensidades diferentes da COVID-19 e podem mudar uma patogênese fraca da doença para uma mais forte.

Os pesquisadores   publicaram uma versão preliminar da pesquisa no site MedRxiv.

Verificou-se que as mutações mais agressivas são as mesmas da Itália e da Espanha e as menos ativas são as mais comuns nos Estados Unidos, particularmente no estado de Washington, noroeste do país.Os pesquisadores também alertam que mutações mais fracas do coronavírus não significam redução do risco de morte pela doença em todos os grupos de pessoas.

As mutações, dificulta a criação de uma vacina que possa servir para todas as estirpes.

 

Colabore com o Saúde no ar para continuarmos com o nosso propósito, saiba como.

 

 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *