Lei determina sessão especial para crianças autistas nos Cinemas de Salvador

Lei determina sessão especial para crianças autistas nos Cinemas de Salvador

Os cinemas soteropolitanos terão a obrigatoriedade de reservar, pelo menos, uma sessão especial por mês Pará e crianças com transtorno do espectro autista e suas famílias. Sancionada pela prefeito da capital, ACM Neto, a lei n° 9.416/2018 foi publicada no diário Oficial do Município desta terça (18).

Denominada de “Sessão Azul”, as salas dos cinemas deverão ser adaptadas para as crianças, com iluminação reduzida, som mais baixo do que o normal, ausência do trailer. A lei ainda define que os menores com transtorno do espectro autista e seus familiares possam entrar e sair das salas de cinema durante a exibição.

O projeto aprovado na Câmera de Vereadores de Salvador determinava também que as crianças autistas fossem isentas de pagar a entrada nos cinemas, enquanto seus familiares teriam direito a meia-entrada. Contudo, o artigo foi vetado por ACM Neto.

Autor da proposta, o vereador Cezar Leite (PSDB) afirma, em sua justificativa, que “o acesso de crianças com transtorno do espectro autista ao cinema não é uma tarefa fácil”, devido às características da condição. “A hiperatividade, a sensibilidade auditiva e visual, torna uma sessão convencional de cinema em algo bastante complicado. A escuridão, o som alto e a necessidade de permanecer sentado e em silêncio durante o filme faz com que muitas famílias se privem e não levem os filhos, irmão e amigos ao cinema”, pontua o texto.

As salas de exibição de cinema terão prazo de 90 dias para se adequarem às normas determinadas pela lei.

 

 

 

 

 

 

Foto: Reprodução/Internet

Fonte: Secom Salvador 

Redação Saúde no ar (DS)

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *