Fitoterapia: natureza e saúde

Fitoterapia: natureza e saúde

???????????????????????????????????????????????? Segundo o Ministério da Saúde, a fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo uso de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas. É o estudo das plantas medicinais e suas aplicações na cura das doenças, utilizadas há milhares de anos.Existem: as plantas medicinais e os medicamentos fitoterápicos.As plantas medicinais são aquelas capazes de aliviar ou curar enfermidades.

Normalmente são utilizadas a planta na forma de chás e infusões, mas podem ser feitos gargarejos, cataplasma e compressaOs medicamentos fitoterápicos são preparações elaboradas por técnicas de farmácia padronizando a quantidade e a forma certa que deve ser usada. A planta passa por um processo de industrialização.Existem diversas formas de apresentação de fitoterápicos, como tinturas (extrato alcoólico), cápsulas, extrato fluido, xaropes, pomadas, cremes e supositórios. 

A escolha é realizada pelo profissional de saúde, que determina a dosagem e a apresentação ideal.Salientando que os fitoterápicos industrializados devem ser regularizados na agência Nacional de vigilância Sanitária Anvisa antes de serem comercializados.A fitoterapia combate problemas digestivos, infecções, problemas respiratórios, alergias, cefaleia (dor de cabeça) entre outros agravos a saúde.As plantas contêm princípios ativos capazes de curar diversas doenças e são utilizados como coadjuvantes aos tratamento convencionais.Mas há ainda muitas plantas cujos efeitos não são bem conhecidos e seu uso indiscriminado pode prejudicar a saúde.A internet é uma facilitadora para propagar essa informação.

Não faltam receitas e prescrições na internet.Geralmente prometem a cura das principais doenças crônicas como o diabetes, ou prometem o emagrecimento rápido. Levando os indivíduos a consumirem grandes quantidades de chás diariamente.No entanto essa informação não alertam a população os possíveis efeitos colaterais que o excesso do seu uso pode causar.Aquela crença de que se é natural não faz mal, já caiu por terra! E contrariando esse discurso o consumo inconsciente pode causar diversas reações como intoxicações, enjoos, irritações edemas e em casos mais complicado podem levar ao óbito, assim como qualquer outro medicamento.

As misturas de ervas, 2, 3 até 30 ervas em uma única porção, não traz segurança para quem consomem, pois não sabemos como esse mix de ervas vai interagir no organismo a curto, médio e longo prazo, podendo até agravar o quadro clínico do paciente.O uso de fitoterápicos precisa ser controlado, então é importante você ouvinte, procurar um profissional especializado como o nutricionista que está habilitado para prescrever fitoterápicos, pensando em um resultado eficaz e seguro. 

O assunto foi tema do quadro Meio ambiente e saúde, desta quarta-feira (05.09), com a Nutricionista e Fitoterapeuta, Karine Fiaes que este mês de setembro assina a coluna :Saúde e meio ambiente.WhatsApp Image 2018-09-04 at 14.39.12

Karine Fiaes dos Santos, Possui graduação em Nutrição pela Faculdade de Tecnologia e Ciência- FTC (2014), especialização em Fitoterapia pela Faculdade AVM (2016), especialização em Vigilância Sanitária e Qualidade de Alimentos pela Universidade Estácio de Sá em andamento.Licenciatura em Ciências Biológicas pela universidade Cidade de São Paulo – UNICID em andamento. Atualmente Nutricionista do Centro Colaborado em Alimentação e Nutrição do Escolar CECANE-UFBA, agente PNAE.

 

Ouça o comentário na íntegra: 

LOGO NUTRIÇÃO UFBADesde o ano de 2017 a Escola de Nutrição/UFBA,desenvolve o projeto de Extensão,“Nutrição, meio ambiente e saúde no ar: comunicação em saúde e cidadania”, sob a coordenação da Profa Ma.Neuza Maria Miranda dos Santos, com colaboração do Grupo Germen, e da  aluna bolsista do projeto Permanecer, Marianna Santos.Para participar do Projeto que tem como objetivo apresentar e discutir temas de saúde, em seu conceito ampliado, além de difundir informações científicas sobre nutrição, alimentação saudável e qualidade de vida, basta enviar perguntas ou sugestões de temas para o email: produção@portalsaudenoar.com.br ou uma mensagem de texto ou áudio para o WhatsApp: 71-9968-13998.

Foto: Internet/Karine

Fonte: Karine Fiaes dos Santos

Redação Saúde no ar (AJ)

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *