Estudo preliminar diz que sangue tipo A é mais vulnerável a covid-19

Estudo preliminar diz que sangue tipo A é mais vulnerável a covid-19

Uma pesquisa realizada na China, revela que pessoas com sangue tipo A, são mais vulneráveis a infecção pelo novo coronavírus. O estudo feito por pesquisadores do Hospital Zhohnan da Universidade Wuhan, examinaram 2.173 pessoas diagnosticadas com a doença.

Ainda sem revisão, o estudo foi publicado na plataforma científica MedRxic. Especialistas frisam ainda ser necessário mais estudos aprofundados e que o resultado é apenas preliminar, o que não invalida a necessidades das medidas já tomadas para frear o vírus. A pandemia do novo coronavírus já fez 531.806 vitimas fatais e já infectou mais de 11.301.850 pessoas ao redor do mundo, segundo dados da Organização Mundia da Saúde (OMS).

A pesquisa revelou que paciente com sangue tipo A, possuem uma taxa “significativamente maior” de infecção e pareciam desenvolver sintomas mais graves do vírus. Entre todos os tipos sanguíneos o tipo O parecia ser o menos suscetíveis ao vírus. Segundo o estudo, 85 dos 206 pacientes que morreram de covid-19 em Wuhan, epicentro do surto, tinham sangue tipo A, uma taxa 63% superior aos do tipo O.

O estudo sugeriu os resultados podem estar ligada à presença de anticorpos naturais no sangue, porém, mais estudos são necessários para comprovar essa associação. A pesquisa levou em conta estatísticas demográficas para chegar a tais conclusões, como o porcentual de pessoas de diferentes tipos sanguíneos em Wuhan.

 

Veja também: Uruguai é exemplo no combate ao coronavírus

O fracasso no combate ao novo coronavírus

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *