Estudo: Crianças produzem anticorpos mais fracos contra o coronavírus

Estudo: Crianças produzem anticorpos mais fracos contra o coronavírus

De acordo com novo estudo publicado na revista Nature; crianças infectadas com o coronavírus produzem anticorpos mais fracos e menos tipos deles do que os adultos. Dessa forma a pesquisa sugere que eliminam a infecção muito mais rápido. Veja estudo completo.

Contudo; segundo o estudo uma resposta imunológica mais fraca em crianças pode indicar que elas eliminam o vírus antes que ele tenha a chance de causar estragos no corpo,. Dessa forma pode ajudar a explicar por que as crianças geralmente não apresentam sintomas graves da covid-19. Também pode mostrar porque é menos provável que transmitam o vírus a outras pessoas.

“Eles podem ser infecciosos por um período mais curto”, disse Donna Farber, imunologista da Universidade de Columbia em Nova York que liderou o estudo relatado na revista Nature Immunology.

Ter anticorpos mais fracos e menos não significa que as crianças correm mais risco de reinfecção, disseram outros especialistas.

“Você realmente não precisa de uma resposta imune enorme e excessivamente robusta para manter as proteções por algum período de tempo”, disse Deepta Bhattacharya, imunologista da Universidade do Arizona em Tucson. “Não sei se ficaria especialmente preocupado se as crianças tivessem uma resposta um pouco menor de anticorpos.”

O estudo analisou os níveis de anticorpos das crianças em um único ponto no tempo e era muito pequeno para fornecer informações sobre como os níveis podem variar com a idade. Mas pode levantar questões para certos testes de anticorpos que podem estar ausentes em crianças infectadas.

Fonte: New York Times

Campanha Vidas Importam

Veja também: Covid-19: Fiocruz diz que não haverá vacinação em massa em 2021

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *