Doenças congênitas e hereditárias: qual a diferença e como detectar?

Doenças congênitas e hereditárias: qual a diferença e como detectar?

06 06  doenças congênitas   .fw

Doença congênita é aquela adquirida antes do nascimento ou até mesmo depois, durante o primeiro mês de vida. Toda a doença hereditária é congênita, mas nem todas as doenças congênitas são hereditárias.

Doenças congênitas são aquelas que, embora não tenham fundo hereditário, já estão presentes no indivíduo desde seu nascimento, resultam de acidentes imprevisíveis que ocorrem no processo de desenvolvimento embrionário, levando às chamadas malformações embrionárias.

Podem ser causadas por substâncias químicas, resultando, por exemplo, em hidrocefalia ou lábio leporino. O álcool e o fumo também podem ser responsáveis pelo aparecimento dessas doenças. Podem ainda ser causados por agentes infecciosos presentes na mãe, que rompem a barreira da placenta, atingindo o feto.São conhecidos os casos da rubéola, sífilis e toxoplasmose.

 Doenças hereditárias são aquelas transmitidas de pais para filhos, de uma geração a outra, por meio de genes ou como consequência de alterações cromossômicas, “carregando” uma determinada propensão a uma doença. Exemplos dessas doenças são a hemofilia, a fenilcetonúria, a anemia falciforme (silclemia) e a talassemia, entre outras.

Saiba mais sobre Doenças congênitas e hereditárias:qual a diferença e como detectar? no programa Saúde no Ar, desta quarta-feira (6). Patrícia Tosta conversa com o geneticista, Diego Miguel.

O Programa Saúde no Ar é transmitido pela Rede Excelsior(AM 840 e rádio on line Saúde no Ar, participação pelo whatsApp (71) 99681-3998 ou (71) 3328-7666.

Fonte:Blog Pequena Ssofia Emanuelle

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *