Casa da gestante, bebê e puérpera

Casa da gestante, bebê e puérpera

Sem títuloFoi inaugurada, nesta segunda-feira, 20, a 1ª Casa da Gestante, Bebê e Puérpera (CGBP) de Salvador, vinculada à Maternidade Climério de Oliveira da Universidade Federal da Bahia (MCO-UFBA), unidade filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Trata-se de uma residência provisória de cuidado para as pacientes que necessitam de vigilância frequente de suas condições de saúde, por apresentar situação de vulnerabilidade, mas sem perfil para hospitalização ou internamento.

A CGBP, que funcionará em frente à Maternidade, garantirá a proximidade necessária aos serviços hospitalares de referência, otimizando a utilização dos leitos obstétricos e neonatais da MCO, o que contribuirá para a redução da morbimortalidade materna e perinatal. Ela também oferecerá acolhimento, orientação, acompanhamento, hospedagem e alimentação às gestantes, puérperas e recém-nascidos, principalmente daqueles com dificuldade de locomoção. 

Presente na inauguração, o presidente da Ebserh, Kleber Morais, ressaltou que a nova casa é resultado do cumprimento da missão do órgão federal. “A Ebserh veio para fazer isso que estamos fazendo hoje: inaugurar novos espaços e serviços como a Casa da Gestante. Os hospitais universitários têm a obrigação, pela sua própria natureza, de ensinar, de fomentar pesquisa e extensão, mas não podem deixar de lado a população carente do nosso país. Essa casa de apoio é importante para o acolhimento às mulheres que necessitam desse serviço”, salientou o gestor.

A superintendente da MCO, Mônica Almeida Neri, destacou que a casa agrega um enorme valor à assistência materno-infantil do estado, uma vez que auxilia na qualificação do cuidado à saúde. “Espero que ela seja a primeira de várias outras na Bahia e, dessa forma, possamos levar à mulher baiana um cuidado acolhedor e qualificado, que realmente garanta a diminuição da morbidade materna e neonatal. Que possamos garantir que essa mulher retorne para a sua casa, saudável, com o seu bebê”, afirmou a superintendente.

Equipamentos e infraestrutura

Equipada com 11 leitos, coordenação de enfermagem obstétrica 24 horas, além de uma equipe multidisciplinar para monitoramento ininterrupto, a unidade garantirá o suporte necessário para gestantes de alto risco de toda Bahia, oferecendo conforto e segurança para todas as usuárias. A aquisição e reforma do imóvel totalizaram R$ 685 mil, por meio de recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), também gerido pela Ebserh. 

Com 350 m², a casa tem capacidade para abrigar 15 mães e 5 bebês.  Dispõe de cardiotocógrafo, sonar, carro de emergência, além de acesso à internet para possíveis pesquisas, fortalecendo a familiarização do ambiente. São seis dormitórios, dois banheiros, cozinha, sala de estar, sala de convivência e um consultório para a equipe multidisciplinar. Tem previsão de funcionamento 24 horas por dia, todos os dias da semana, a partir da próxima sexta-feira, 24.

Sobre a Ebserh

Desde dezembro de 2013, a MCO-UFBA é filiada à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo da Rede Ebserh é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

 

Fonte: Ascom EBSERH

Foto: Google

Redação Saúde no Ar

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *