Vacinas no Brasil: Mesmo com potêncial falta investimento

Vacinas no Brasil: Mesmo com potêncial falta investimento
Por falta de insumo para produção do imunizante, o Instituto Butantan interrompeu a produção da Coronavac; além disso a Fiocruz também pode suspender a produção do imunizante desenvolvido pela farmacêutica AstraZeneca. De acordo com o professor de medicina da Faculdade da USP, Jorge Kalil; em entrevista “o grande problema é o Brasil ainda não produzir vacinas, apenas envasar as que chegam de foram. Mesmo tendo condições para isso falta investimento do estado”.

“Nossas vacinas vêm ou da Índia ou da China, que têm populações enormes. Eles estão priorizando as populações deles. Imagina, se o Brasil produzisse vacina, a partir do zero, e exportasse sem vacinar os brasileiros? Ia dar uma revolução aqui dentro. Eles estão segurando por isso.”

Além disso, o pesquisar ressalta que o país possui especialistas preparados para produção do propio imunizante. De acordo com ele, em relação à Coronavac, é necessário a produção de um vírus ativo, capaz de infectar pessoas, de forma que o instituto precisa concluir a construção de uma fábrica e cumprir protocolos de segurança.

“As pessoas podem achar que é simples, mas é extremamente complicado fazer uma vacina. Eles têm que fazer o prédio, tem que ter toda uma tubulação de água, luz, ar condicionado, entre outros, tem que ter todos os equipamentos bem calibrados e serem testados um depois do outro para que se consiga fazer o imunizante. Além disso ;tem que saber a receita do bolo e isso está vindo da China.”

Desse modo, no caso da produção da vacina AstraZeneca, “O que falta é o contínuo financiamento das áreas de pesquisa, desenvolvimento e produção de vacinas”, conclui.

 

 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Projeto Astrominas oferece 600 vagas para mergulho na ciência

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.