Saúde: País não atingiu meta de cobertura vacinal de 90% contra gripe

Saúde: País não atingiu meta de cobertura vacinal de 90% contra gripe

Mesmo após um mês do fim a data prevista para a campanha de vacinação contra a gripe do grupo prioritário. A vacina que permanece disponível para toda a população a partir de seis meses. O país não atingiu a meta de 90% prevista pelo governo federal.

Entre os 54,7 milhões de pessoas que compõem os grupos prioritários entre crianças, profissionais de saúde, gestantes, puérperas, indígenas, idosos e professores, 33,5 milhões foram imunizados, uma cobertura de 61,3%.

Além disso, o público-alvo completo da campanha ainda inclui pessoas com comorbidades, presidiários, funcionários do sistema prisional, adolescentes em medidas socioeducativas, pessoas com deficiência, caminhoneiros. Bem como forças de segurança, trabalhadores de transporte e integrantes das Forças Armadas, somando 77,9 milhões, também grupos que não alcançaram 90% de cobertura.

De acordo com o Ministério da Saúde, desde o lançamento da campanha em 1999, manteve-se um bom desempenho na imunização, especialmente entre os idosos. No entanto, em 2021, diante da pandemia de Covid-19, nenhum grupo apresentou índice acima da meta, com cobertura de 72,8%. Até o momento dados do portal LocalizaSus, revela que  50,6 milhões de doses foram aplicadas até o momento.

 

 

Campanha Vidas Importam