Saúde: não há previsão para que Brasil declare emergência a varíola dos macacos

Saúde: não há previsão para que Brasil declare emergência a varíola dos macacos

Em entrevista o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou que não há previsão de quando será declarada emergência de saúde pública para a varíola dos macacos.

“Não há configuração de emergência de saúde pública nacional por causa da questão da letalidade que é considerada baixa no Brasil. Esse é um dos pontos, mas o nosso sistema de saúde tem plenas condições de atender os casos, os quais em sua grande maioria não são graves”, afirmou.

Em declaração na ultima, quinta-feira (4), os Estados Unidos declararam, a varíola dos macacos uma emergência de saúde pública, com casos aumentando nos EUA. O anúncio aconteceu durante um briefing com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS, na sigla em inglês).

Além disso, ainda na ultima quinta, o governo de São Paulo anunciou, o lançamento de iniciativas de combate à varíola dos macacos, causada pelo vírus Monkeypox. O plano de enfrentamento inclui a criação de um centro de controle e de uma rede integrada para o diagnóstico laboratorial e atendimento a pacientes com a doença.

De acordo com o lider da pasta, o Ministério da Saúde espera que o primeiro lote com 20 mil doses do imunizante contra a varíola dos macacos chegue no final do mês de agosto. O segundo lote, com 30 mil doses, deve chegar no começo de setembro. As vacinas foram encomendadas junto à Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e à Organização Mundial de Saúde (OMS).

Campanha Vidas Importam