São Paulo concentra 75% dos casos de varíola dos macacos do Brasil

São Paulo concentra 75% dos casos de varíola dos macacos do Brasil

De acordo com dados disponibilizados pelo Ministério da Saúde, o Brasil registra até a noite da ultima quinta-feira (4) 1.860 casos de varíola dos macacos no Brasil – 75% deles em São Paulo.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde de SP, a doença é predominante em homens na faixa dos 30 anos. Autoridades alertam que não se deve estigmatizar a doença.

Dessa forma, para combater a doença, os secretários estaduais Jean Gorinchteyn, da Saúde, e David Uip, de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde, anunciaram nesta quinta-feira (4) as medidas de combate à varíola dos macacos no estado.

O plano de enfrentamento da doença terá 93 hospitais de retaguarda, uma rede credenciada de laboratórios para testagem e vigilância genômica e serviço de orientação 24 horas para profissionais de saúde.

Características diferentes

Estudo realizada na Espanha (artigo Monkeypox outbreak) mostra que o atual surto de variola dos macacos, tem apresentado características clínicas e epidemiológicas diferentes.

De acordo com a pesquisa, além de mudanças na forma de transmissão da doença, pesquisas indicam novos sintomas e uma manifestação clínica distinta da infecção.

Contudo, segundo o estudo ao vez da tradicional manifestação na pele na forma de bolhas ou grandes lesões que podem aparecer em diversas partes do corpo. A doença pode causar feridas menores, chamadas pápulas ou pseudopústulas, que podem estar concentradas no local onde ocorreu a infecção, como a região genital.

Campanha Vidas Importam