Santa Casa de Misericórdia de São Paulo demite 1.397 funcionários

Santa Casa de Misericórdia de São Paulo demite 1.397 funcionários

Crédito: DivulgaçãoA Santa Casa de Misericórdia em São Paulo, maior hospital filantrópico da América Latina começou o processo de demissão de 1.397 funcionários na última terça-feira (13). A instituição enfrenta, desde 2014, a maior crise financeira de sua história, com um rombo R$ 773 milhões nas contas.

Em nota, a Santa Casa informou que o plano de reestruturação visa "garantir a sobrevivência e a viabilidade da instituição, e a manutenção de 9.000 postos de trabalho".

Destes 1.397 dispensados, há 184 médicos e cerca de 1 mil trabalhadores de saúde, seis técnicos de segurança e 14 psicólogos, entre outros profissionais. O valor total das rescisões soma cerca de R$ 60 milhões e será parcelado até quitação – o prazo poderá ser de quatro meses, 12 meses, ou até mais.

Desde o início do ano, a Santa Casa tem realizado algumas demissões e, desde junho, a Irmandade vem realizando ajustes que reduziram o déficit operacional de cerca de R$ 11,5 milhões para R$ 3,5 milhões.

 

Redação Saúde no Ar

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.