Revista Poli debate por que a Covid-19 atinge mais os negros

Revista Poli debate por que a Covid-19 atinge mais os negros

De acordo com nova publicação da Revista Poli, é revelado o retrato das condições de vida e saúde da população negra no Brasil antes e durante a pandemia. Dessa forma, busca entender por que essa parcela da população morreu mais de Covid-19 do que os brancos.

De acordo com especialistas as condições de moradia e trabalho, além do racismo estrutural que afeta também os serviços de saúde; são fatores relevantes nesse cenário, que se torna ainda mais complexo pela falta de dados oficiais.

Dessa forma; a publicação explica a origem e as aplicações possíveis da ideia de imunidade de rebanho, mostrando suas limitações no caso da Covid-19. Além disso, com a análise dos números de anos antecedentes e com a previsão de esforços que continuarão sendo necessários para o enfrentamento da Covid-19; pesquisadores apontam que a proposta orçamentária entregue ao Congresso Nacional não leva em consideração a pandemia.

Contudo; a reportagem ainda mostra os desafios específicos do ensino remoto na educação profissional; bem como os impactos na integração curricular dos cursos técnicos e na realização de  atividades práticas e estágio. Além disso; a reportagem mostra integrantes do Tribunal Superior Eleitoral e de Tribunais Regionais e a realidade de cada canto do país; bem como os esforços que estão sendo feitos para adaptar o pleito a esse novo cenário.

Revista Poli é uma publicação impressa editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz). Confira a versão online da publicação.

Veja também: Eleições 2020: Saiba como justificar ausência

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *