Pop-it: especialista acredita em propriedades terapêuticas em brinquedo

Pop-it: especialista acredita em propriedades terapêuticas em brinquedo

Febre nas principais redes sociais, o pop-it faz sucesso entre adultos e crianças; o brinquedo é parte da categoria de “fidget toys”, que ajudam no foco e na atenção, em tradução livre.

Mesmo vendidos como alivio para o estresse de crianças; o produto ainda está pendente de evidências científicas que comprovem essa hipótese. Ainda assim, o brinquedo é considerado uma alternativa saudável de entretenimento por trazer estímulos visuais e sensoriais; bem como diminuir o contato com eletrônicos, um potencializador da ansiedade nas crianças.

Como funciona?

O pop-it tem “bolhas” semiesféricas empurradas, fazendo um suave estalo. Após pressionar todas elas, você pode virar o brinquedo e começar novamente do outro lado. Ele tem o mesmo mecanismo do plástico bolha, sendo praticamente impossível estourar uma bolha só.

De acordo com Katherine Isbister, professora de Mídia Computacional da Universidade da Califórnia em Santa Cruz (UCSC);  nos EUA, estuda a eficácia dos brinquedos para inquietação no comportamento humano disse em artigo na revista “The Conversation” em maio deste ano; que “os fidget toys parecem ter usos práticos para adultos e crianças, especialmente em momentos de estresse”, escreveu.

Segundo Isbister e a professora de ciências comportamentais, Julie Schweitzer, da UCSC, que estuda os efeitos de tarefas de concentração em crianças com Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH); criaram um “brinquedo inteligente” que detecta quando e como tem uso. Assim, o objetivo da experiência é entender se dar às crianças um item de inquietação “inteligente” pode ajudar a acalmá-las e melhorar suas habilidades autocalmantes.

“Construímos uma pequena “criatura ansiosa”, um “fidget ball” (“bola para inquietação”), que as crianças poderiam abraçar e acariciar para acalmá-la. A criatura começa com um batimento cardíaco acelerado e então começa a ronronar feliz assim que é acalmada”, disse Isbister no artigo.

Segundo a professora, os primeiros resultados se mostraram promissores e foram recentemente aplicados por desenvolvedores de produtos comerciais para criar um brinquedo interativo para acalmar crianças e também adultos.

Além disso, a pesquisadora ressalta que a ansiedade em torno da pandemia de Covid-19, de trabalhar em casa ou frequentar a escola é um desafio;  e o estudo visa estudar as implicações de como o uso destes dispositivos – a pesquisa cita os spinners e os cubos anti-estresse –  podem aliviar a ansiedade e aumentar o foco.

Contudo, ainda faltam dados definitivos que comprovem esta hipótese, segundo Isbister. De acordo com ela, “Ainda não houve um estudo de pesquisa definitivo sobre o impacto desses brinquedos. Em uma pesquisa preliminar analisando o uso de bolas de estresse, alunos da sexta série que usaram esses brinquedos de agitação durante a instrução relataram de forma independente que sua atitude, atenção, habilidades de interação e interação com os colegas foram melhoradas”, disse.

 

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *