OMS diz que descartar teoria de vazamento de laboratório da Covid-19 foi "prematura"

OMS diz que descartar teoria de vazamento de laboratório da Covid-19 foi "prematura"

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse durante coletiva que é prematuro descartar uma possível ligação entre a pandemia de Covid-19 e um vazamento de laboratório. Além disso, Tedros Adhanom Ghebreyesus pediu para que a China torne-se mais transparente enquanto os cientistas procuram as origens do coronavírus.

De acordo com Tedros, obter acesso aos dados brutos foi um desafio para a equipe internacional que viajou à China no início deste ano para investigar a origem do Covid-19. Segundo o diretor, houve um “impulso prematuro” para descartar a teoria de que o vírus poderia ter escapado de um laboratório do governo chinês em Wuhan. Por outro lado, relatório anterior da OMS, que concluiu que um vazamento de laboratório era “extremamente improvável“.

“Eu também fui técnico de laboratório, sou imunologista e trabalhei no laboratório, e acidentes de laboratório acontecem”, disse Tedros. “É comum.”

Contudo, a China reagiu agressivamente, argumentando que as tentativas de vincular as origens da Covid-19 eram politicamente motivadas. A maioria dos cientistas suspeita que o coronavírus se originou em morcegos; ainda assim, a rota exata pela qual ele saltou pela primeira vez nas pessoas; por meio de um animal intermediário ou de alguma outra forma.

Ao longo da pandemia, Tedros elogiou repetidamente a China por sua velocidade e transparência; apesar de altos funcionários da OMS reclamarem internamente sobre o ofuscamento de seus colegas chineses.

 

Campanha Vidas Importam 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *