O tempo de exposição ao sol pode ajudar saúde e o humor

O tempo de exposição ao sol pode ajudar saúde e o humor

Sem a luz direta do sol, nosso corpo não consegue produzir vitamina D; substância que desempenha uma série de funções importantes no nosso organismo. Dessa forma, quando a luz do sol atinge a pele, o corpo a absorve e a converte no nutriente.

“Quando o sol incide sobre a pele, a radiação atinge uma molécula de 7-desidrocolesterol. Ela transforma o 7-desidrocolesterol em pré-vitamina D. Depois, leva vários minutos para que a pré-vitamina D se transforme em vitamina D. É a temperatura do seu corpo que faz esta segunda transformação”, explica Ann Webb, professora de radiação atmosférica na Universidade de Manchester, no Reino Unido.

Além disso, de acordo com a especialista, “nós precisamos de vitamina D, por exemplo, para que nosso organismo absorva cálcio e fosfato dos alimentos — ambos minerais são vitais para a saúde dos ossos, dentes e músculos. E não importa sua idade”.

De acordo com estudo, publicado na revista cientifica Human kineti journl ressalta que tomar vitamina D melhora a força muscular de atletas, possivelmente por estimular o crescimento das células musculares. Contudo, os benefícios da vitamina D vão além de fortalecer nossos ossos e músculos.

“Parece haver alguma evidência de que contribui para o sistema imunológico, como também pode ajudar a proteger contra algumas formas de câncer e doenças autoimunes, como esclerose múltipla”, acrescenta Webb.

Além disso, pesquisas mostram pessoas com níveis muito baixos de vitamina D correm mais risco de doenças cardíacas, diabetes e covid-19.

Tempo de Exposição

Contudo a exposição deve acontecer de forma consciente — de modo a evitar queimaduras, câncer de pele e o envelhecimento precoce.

A quantidade de sol necessária para produzir a quantidade ideal de vitamina D é pessoal — depende do tipo de pele, de onde você mora e da sua sensibilidade.

Peles mais escuras, por exemplo, possuem uma quantidade maior de melanina, pigmento que age como um filtro solar natural, absorvendo a radiação e protegendo a pele de danos.

E isso acaba impedindo que a vitamina D seja produzida com a mesma facilidade — sendo necessário um tempo maior de exposição.

“Quando comparamos pessoas de pele branca com a pele de pessoas do sul da Ásia, descobrimos que as pessoas do sul da Ásia precisam de cerca de 2,5 a 3 vezes mais tempo ao sol para produzir a mesma quantidade de vitamina D. É porque elas têm um pouco de melanina natural em suas peles” explica Webb.

De acordo com o médico para alguém com a pele clara, 10 minutos podem ser suficientes. Se a pele for muito escura, o tempo ideal pode ser de até 45 minutos.

 

Fonte: BBC Internacional (Trechos traduzidos do inglês)

 

Campanha Solidariedade é Amor #SOSBAHIA 

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.