Indústria brasileira cria solução mais barata e menos invasiva para tratamento da Covid-19

Indústria brasileira cria solução mais barata e menos invasiva para tratamento da Covid-19

Um tratamento alternativo e mais seguro para pacientes e profissionais dedicados aos cuidados contra a Covid-19 já está disponível para hospitais em todo o Brasil. Trata-se do BhioCOVID, um completo dispositivo de isolamento para ventilação não invasiva e oxigenioterapia de alto fluxo; produzido pela indústria gaúcha Bhio Supply, em parceria com Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), em São Paulo; bem como o Centro de Biotecnologia e Terapia Celular do Hospital São Rafael, de Salvador.

Dessa forma, o sistema que já possui registro junto à Anvisa; mostram que os testes científicos realizados garantem a eficácia da ferramenta na contenção de aerossóis contaminados por partículas virais; bem como evitam a intubação de pacientes em estado grave, diminuindo em até 70% os custos do tratamento.

 

Além disso, com a chegada da segunda onda da Covid-19 no Brasil, a fabricante pretende ampliar a utilização do BhioCOVID que teve testagem e aprovação de médicos e pacientes, no Hospital Couto Maia, Hospital São Rafael e no Hospital de Campanha Wet´n Wild em Salvador; bem como no Hospital Aeroporto, em Lauro de Freitas e no Hospital de Campanha de Feira de Santana. Hospitais no Rio Grande do Sul; Minas Gerais e Amazonas também já usam a nova tecnologia.

 

Vantagens do novo sistema

 

Idealizado pelo médico baiano, doutor em Clínica Cirúrgica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), plantonista da Emergência do Hospital São Rafael, Rede D’Or e professor do Curso de Medicina da Universidade do Estado da Bahia, Cláudio Quadros, o equipamento  prático permite que a ventilação não invasiva, considerada o melhor tratamento para pacientes com pneumonia por causa da doença, possa ter aplicação, com nenhum risco de contaminação. De acordo com os respostáveis pelo produto “O BhioCOVID pode ampliar consideravelmente a oferta de oxigênio, diminuir a necessidade de UTI, reduzir a infecção de profissionais e pacientes não infectados nos hospitais”, enfatiza Quadros. “É uma tecnologia brasileira, segura e desenvolvê-la só foi possível pelo compromisso, seriedade e abnegação de instituições acadêmicas, pesquisadores e indústria do nosso país”, afirma.

 

Dessa forma, além de diminuir os riscos, a simplicidade do sistema reduz custos com o tratamento. Cada Kit BhioCOVID é composto por capa plástica, que cobre o paciente e todo o leito, suspensa por arcos adaptáveis a qualquer tipo de cama, com aspiração do ar do seu interior por filtro de micropartícula conectada à rede de vácuo hospitalar. Apenas uma máscara  colocada na face do paciente e oxigênio sob pressão ou um cateter nasal; para uso de oxigênio em alto fluxo (40 litros por minuto).

 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: CoronaVac: Após Anvisa considerar dados insuficientes Butantan encaminha novas informações sobre o imunizante

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *