III Simpósio de Medicina Crítica e Emergência

 III Simpósio de Medicina Crítica e Emergência

Divulgação_Simposio 

Para qualificar o atendimento na emergência para garantir a adoção de práticas decisivas no cuidado com o paciente grave. É com esse objetivo que o Hospital Cárdio Pulmonar (HCP) abre inscrições (goo.gl/HRiJh8) para o III Simpósio de Medicina Crítica e Emergência, que acontece nos dias 23 e 24 de março, no Hotel Vila Galé, em Ondina. A programação está disponível no site: www.cardiopulmonar.com.br

Destinado a médicos, residentes e estudantes de Medicina do 5º e 6º anos, o programa dividido em seis módulos vai abordar o manejo de pacientes críticos nas áreas de cardiologia, pneumologia, gastroenterologia, cirurgia, neurologia, com foco na abordagem na urgência e na emergência.

Um dos coordenadores do evento, o cardiologista do HCP Luiz Eduardo Ritt explica que “o tempo de evolução do paciente e sua recuperação dependem diretamente do cuidado que ele recebe na emergência. A identificação precoce dos sintomas e o início rápido de intervenções específicas interferem diretamente nos desfechos clínicos”.

Casos clínicos

De modo interativo, a capacitação será baseada na discussão de casos clínicos e na abordagem das mais recentes e atuais evidências. Especialistas de diversas áreas apresentarão uma visão sistêmica e integrada do cuidado com o paciente grave em uma unidade de emergência, destacando o papel do médico emergencista, essencial no tratamento inicial.

“A emergência é a porta de entrada do hospital, por onde se recebe a maioria dos pacientes. Isso exige do médico maior agilidade e diagnóstico preciso para que trabalhe dentro das melhores evidências e atinja os melhores resultados”, destaca o intensivista Edson Marques, responsável pelo Setor de Unidades Críticas do HCP e também coordenador da atividade.

Além dos palestrantes do Cárdio Pulmonar, o simpósio, que faz parte do programa de treinamento médico e desenvolvimento profissional do hospital, contará com a presença de convidados de outras instituições da Bahia, Ceará e São Paulo.

Redação Saúde no Ar

Fonte:Assessoria

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *