Fumar aumenta risco de desenvolver esquizofrenia

Fumar aumenta risco de desenvolver esquizofrenia

cigarro2Por esta ninguém esperava.  Muito menos os fumantes que agora têm mais um motivo para se preocupar. Além de doenças respiratórias e do câncer do pulmão surgiu mais um fator para largar o cigarro. Segundo a revisa “Lancet Psychiatry” informou nesta sexta-feira ( 18.07) cientistas do King’s College de Londres relacionaram o hábito de fumar com o desenvolvimento da esquizofrenia.

Embora os pesquisadores tenham solicitado estudos mais profundos sobre o tema, eles apontaram que os fumantes são mais propensos a desenvolver essa doença quando mais novos. No entanto, especificaram que a maioria dos fumantes não desenvolve esquizofrenia, mas acreditam que o tabaco representa um risco. Fumar sempre esteve vinculado com esta doença, mas acreditava-se que os pacientes faziam isso para aliviar os sintomas.

De acordo com notícia divulgada por agência internacional e publicada no jornal A Tarde, após analisar 61 casos sugerindo que a nicotina poderia alterar o cérebro, a pesquisa do King’s College assegura que os doentes já fumavam antes de seu primeiro surto psicótico.

Conforme os resultados, 57% dos pacientes já eram fumantes antes de desenvolver a doença. Além disso, os pesquisadores constataram que os que fumam diariamente têm o dobro de possibilidades de desenvolver psicoses do que os que não. Nesse sentido, os que consomem tabaco desenvolvem a doença, em média, um ano antes, acrescenta a pesquisa. Os cientistas comprovaram que a nicotina altera o nível da dopamina no cérebro, hormônio relacionado com à psicose.

A.V.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *