Culinária junina sem cometer excessos

Culinária junina sem cometer excessos

festa-juninaAmendoim, paçoca, milho, bolos e canjicas. Quem resiste a esses deliciosos quitutes típicos desse período junino? Mas é importante ter cuidado com a preparação e o exagero para evitar problemas, como explica a nutricionista e gerente de Relações com o Mercado do Laboratório Sabin, Elisa Goulart. 
“Apesar da maior parte dos alimentos consumidos nesse período conterem antioxidantes, que auxiliam no combate aos radicais livres, eles possuem também um alto valor calórico e por isso é preciso ter moderação”, explica.
Outro ponto a ser destacado são os cuidados na hora de comprar e preparar os alimentos, que em sua maioria são muito perecíveis e estragam com facilidade, podendo causar  intoxicações. 
“Para evitar as doenças veiculadas por alimentos, é preciso verificar em produtos industrializados a validade e integridade da embalagem. Quem prepara as comidas em casa deve tentar preparar os pratos no mesmo dia de consumo, conservá-los em temperatura ideal e  evitar deixá-los expostos ao ambiente para evitar bactérias”, complementa Elisa Goulart.
Moderação e cuidado na preparação dos alimentos devem ser as palavras-chave desse período junino. Optar pelos alimentos menos calóricos, a exemplo do churrasquinho, do milho e da batata doce, que possuem diversos nutrientes, como proteínas, carboidratos, fibras e vitaminas são uma ótima escolha.

Redação Saúde no Ar*

João Neto

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.