Covid-19: Nova variante no Reino Unido pode ser até 70% mais transmissível

Covid-19: Nova variante no Reino Unido pode ser até 70% mais transmissível

De acordo com informações divulgadas pelo primeiro-ministro britânico, Boris Jonhson; uma nova mutação de coronavírus circula no Reino Unido, podendo ser até 70% mais transmissível. Contudo; ainda não há evidências de que a variante seja mais mortal; além disso os estudos da mutação ainda está em um estágio inicial; por isso contém grandes incertezas.

Em entrevista o ministro afirmou que os planos para aliviar as restrições de circulação durante o Natal, estão cancelados, como tentativa de frear a disseminação do vírus. Além disso, o pesquisador Chris Whitty, líder médico da Inglaterra; disse que “como resultado da rápida disseminação da nova variante, dados de modelagem preliminares e taxas de incidência em rápido aumento no Sudeste”; o país “agora considera que a nova cepa pode se espalhar mais rapidamente.”

Mutação monitorada 

 

De acordo com representante da OMS a nova variante está sendo monitorada. Por outro lado, não havia nada que indicasse isso. “Temos ciência dessa variante de Covid-19 na Inglaterra. Esses tipos de mutações são comuns”. ressaltou Mike Ryan, diretor de emergências da OMS. Além disso, segundo ele, não há evidências que essa variante se comporte diferente do vírus que já conhecemos.

Surgimento da variante

Dessa forma, com as informações divulgadas, especialistas acreditam que a a variante surgiu em um paciente no Reino Unido ou foi importada de um país com menor capacidade de monitorar as mutações do coronavírus.

Além disso, os dados revelam que ela pode ser encontrada em todo o Reino Unido; exceto na Irlanda do Norte, mas está fortemente concentrada em Londres, sudeste e leste da Inglaterra.

Dados da Nextstrain, que monitora os códigos genéticos das amostras virais em todo o mundo, sugerem que casos com essa variante na Dinamarca e na Austrália vieram do Reino Unido. A Holanda também relatou casos.

Veja também: Enem terá prova digital piloto e servirá de acesso ao ensino superior

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *