Brasil zera imposto de importação para módulos de geração de energia solar

Brasil zera imposto de importação para módulos de geração de energia solar

Em meio a desvalorização do real em frente ao dólar, governo brasileiro decidiu incluir equipamentos de energia solar em lista de bens de capital cujos impostos de importação não serão cobrados até o final de 2021. A medida ajudará a impulsionar negócios que dependem principalmente de importações da China.

Porém, empresas brasileiras que fabriquem os equipamentos poderão ser pressionadas frente empresas internacionais que já possuem vantagens de custo. A Câmara de Comércio Exterior (Camex), do Ministério da Economia, adicionou à lista dos chamados “ex-tarifários” uma dezena de módulos fotovoltaicos para energia solar, além de inversores e outros acessórios, como componentes dos chamados “trackers”, que permitem que os painéis de uma usina acompanhem o movimento do sol ao longo do dia para maximizar a produção.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *