Bioimagem do Hospital Santo Amaro realiza diagnóstico voltado à medicina fetal

Bioimagem do Hospital Santo Amaro realiza diagnóstico voltado à medicina fetal

índiceEstimativas da Organização Mundial de Saúde indicam que um a cada 33 bebês nasce com alguma anomalia congênita, considerada a segunda principal causa de morte em recém-nascidos. “A ultrassonografia permite classificar a gestação, acompanhar a evolução do feto, diagnosticar malformações e identificar sinais sugestivos de doenças genéticas”, afirma o médico ultrassonografista e especialista em Medicina Fetal, Rafael Leiróz, responsável pelo Serviço de Bioimagem do Hospital Santo Amaro (HSA), que dispõe de equipamentos de última geração e conta com a atuação de uma equipe experiente e qualificada. A partir do diagnóstico, é possível direcionar mãe e feto para o acompanhamento médico adequado, voltado à sua saúde. Ele ressalta que é fundamental ter um diagnóstico bem embasado para dar segurança ao casal, subsidiar o médico assistente nas condutas necessárias, bem como definir o melhor momento para a interrupção da gestação em casos patológicos.
 
A ultrassonografia durante a gestação tem diversas funções. O exame obstétrico é feito para confirmar a idade e crescimento do feto, acompanhar o andamento da gestação e situações de risco potencial. Os exames morfológicos do primeiro e segundo trimestres possibilitam o rastreamento de anomalias genéticas e o diagnóstico de algumas malformações do feto. De acordo com Dr. Rafael Leiróz, “além de uma investigação completa da formação de órgãos e demais estruturas fetais, a realização do exame com doppler e avaliação do colo uterino permitem identificar sinais de risco para pré-eclâmpsia e parto prematuro, respectivamente, possibilitando os cuidados indispensáveis à prevenção destas complicações”.  No HSA, também é realizado o ecocardiograma fetal, importante para a avaliação do coração do feto e indicado entre 24 e 28 semanas, pois pode evidenciar malformações que o exame morfológico não é capaz de detectar, de acordo com o especialista.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *