Anvisa certifica farmacêutica chinesa que desenvolveu CoronaVac

Anvisa certifica farmacêutica chinesa que desenvolveu CoronaVac

Com publicação no Diário Oficial; nesta segunda-feira (21); a Sinovac, fábrica que desenvolve a vacina CoronaVac, em parceria com o Instituto Butantan; recebeu a certificação de boas práticas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dessa forma, com a publicação que tem validade de dois anos e diz respeito à linha de produção do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) – matéria-prima para a produção do imunizante e de produtos estéreis usados na formulação. A farmacêutica está a mais um passo da aprovação do imunizante no páis.

De acordo com a agência “A etapa finalizada é um dos pré-requisitos para a continuidade do processo de registro da vacina da Sinovac e de um eventual pedido de autorização”. Por outro lado, o pedido de registro, depende da divulgação de resultados sobre a eficácia da vacina pelo Butantan, o que deve ocorrer amanhã (23).

Oxford

Além disso, na mesma viagem à China, os técnicos da Anvisa também inspecionaram a fábrica que produzirá a matéria-prima que será enviada ao Brasil para a produção da vacina de Oxford/AstraZeneca; pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Contudo, para esse caso a certificação deve sair até o início de janeiro.

Veja também: Fiocruz lança cartilha com recomendações para o final de ano

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *