Polícia Federal faz maior apreensão de madeira ilegal da história do país

Polícia Federal faz maior apreensão de madeira ilegal da história do país

De acordo com informe da Polícia Federal, divulgado nesta segunda-feira (21); a PC realizou a maior apreensão de madeira da história do Brasil. Ao todo 43,7 mil toras estavam em vários pontos desmatados no Pará ao longo dos rios Mamuru e Arapiuns. A área chega ao tamanho de Brasília.

Além disso, o volume estimado de de madeira apreendida chega a 131 mil metros cúbicos; contudo; o Ministério Público Federal do Amazonas, calcula que o número pode ser ainda maior.

A investigação começou em meados de novembro, de uma balsa em Parintins; município amazonense que faz fronteira com o Pará. A embarcação tinha 3 mil metros cúbicos de madeira extraídos em terras paraenses.

Dessa forma, imagens de satélite e sobrevoos de helicóptero levaram a Polícia Federal aos locais da apreensão. De acordo com o procurador da República Leonardo Galiano, responsável pelo caso, agora o resgate de toda essa madeira acontece em colaboração com o Exército. Segundo, Galiano, a madeira desmatada seguiria para fora do país.

Ainda assim, a operação chamada de Handroanthus GLO. Ganhou nome em referência ao nome científico do Ipê. Segundo o MPF, a espécie é a mais explorada da região amazônica. Já GLO faz referência ao decreto presidencial que autorizou a atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem, no combate ao desmatamento ilegal e a focos de incêndio na Amazônia.

 

Veja também: Fiocruz lança cartilha com recomendações para o final de ano

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *